Estado

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) publicou, no Diário Oficial da União nesta quinta-feira, 03, o edital de concessão da BR-153 (TO/GO). De acordo com o cronograma, o leilão será realizado em 23 de maio, na sede da BM&FBovespa, em São Paulo. O valor da tarifa teto de pedágio foi fixado em R$ 9,22 por cada 100 quilômetros, e ganhará a disputa quem ofertar a menor tarifa.

O trecho a ser concedido possui 624,8 quilômetros de extensão e passa por 23 municípios compreendidos entre Anápolis (GO) e Aliança de Tocantins (TO). Durante a concessão, cujo prazo é de 30 anos, a previsão é de que sejam investidos R$ 4,31 bilhões em serviços de duplicação, manutenção, conservação, operação, implantação de melhorias e ampliação de capacidade.

O sistema contará com nove praças de pedágio. A cobrança, no entanto, somente poderá ter início após a conclusão dos trabalhos iniciais no sistema rodoviário e a execução de 10% das obras de duplicação. Já o trecho concedido deverá ser totalmente duplicado em cinco anos.

O segmento tem início no entroncamento da BR-060 em Anápolis, no estado de Goiás, e finaliza no entroncamento com a rodovia TO-070, em Aliança do Tocantins. A rodovia Belém-Brasília é a principal via de integração entre o norte e o centro-sul do país.

Municípios abrangidos:

- Goiás: Anápolis, Campinorte, Ceres, Estrela do Norte, Hidrolina, Jaraguá, Mara Rosa, Nova Glória, Pirenópolis, Porangatu, Rialma, Rianápolis, Santa Tereza de Goiás, São Francisco de Goiás, São Luiz do Norte e Uruaçu.

- Tocantins: Aliança do Tocantins, Alvorada, Cariri do Tocantins, Dueré, Figueirópolis, Gurupi, Santa Rita do Tocantins e Talismã. (ANTT)