Educação

Foto: Divulgação Depois de passar em primeiro lugar em universidade particular de Gurupi, Dowglas também garantiu vaga na turma de Medicina da UFT Depois de passar em primeiro lugar em universidade particular de Gurupi, Dowglas também garantiu vaga na turma de Medicina da UFT
  • Marcos sempre estudou em escolas públicas e foi aprovado na UFT para o curso de Ciências Econômicas
  • Do Colégio da Polícia Militar, Lendel garantiu a segunda melhor nota no vestibular para Ciências da Computação

Alunos da rede estadual de ensino comemoram a aprovação no vestibular mais concorrido do Estado, o da Universidade Federal do Tocantins (UFT). Para muitos, a escola e os professores tiveram papel importante no processo de dedicação aos estudos. Agora, saindo do ensino médio, esses estudantes se prepararam para a vida acadêmica e para o início de uma nova fase estudantil.

Um desses estudantes que deixam as escolas estaduais rumo a universidade é Lendel Moura Sanches, 17 anos, que garantiu a segunda melhor nota no vestibular para Ciências da Computação. Lendel cursou o ensino médio técnico em Rede de Computadores no Colégio da Polícia Militar de Palmas. "Pela base que a escola me deu não tive dificuldade no vestibular. Toda a preparação foi mesmo nas aulas. Estudava em casa e tirava as dúvidas com os professores. Nunca frequentei cursinhos. Tudo o que precisei foi revisar as matérias”, enfatizou.

Marcos Fernandes Vila Real, 22 anos, sempre estudou em escolas públicas e concluiu o ensino médio na Escola Estadual Carmênia Matos Maia, em Porto Nacional. Ele foi aprovado na UFT para o curso de Ciências Econômicas. “Já passei em outros vestibulares, mas como eram particulares não cheguei a cursar. Passar na federal foi a realização de um sonho que foi alcançado pelo meu esforço, mas também pelo ensino que recebi e aos bons professores que tive”, destacou.

Nayara Pires, 20 anos, estudou em escolas públicas e concluiu o ensino médio na Escola Estadual de Itacajá, em Itacajá. Ela foi aprovada na UFT para o curso de Comunicação Social (Jornalismo). “Estou feliz, já trabalho na área e o estudo vai me proporcionar um embasamento muito maior. Minha didática de vida é nunca parar de estudar, pois quem não exercita, atrofia o cérebro”, comentou.

Pela segunda vez

A história da dedicação aos estudos de Dowglas Pereira de Oliveira, 17 anos, foi conhecida nacionalmente quando ele participou do programa Encontro com Fátima Bernardes, na Rede Globo, em 23 de janeiro deste ano. Estudante de escola pública, ele havia conseguido o primeiro lugar no vestibular de Medicina da Universidade de Gurupi (Unirg). Agora, o resultado da UFT também trouxe o nome dele na lista de aprovados.

Dowglas concluiu no ano passado o ensino médio no Centro de Ensino Médio Bom Jesus, da rede estadual de ensino. Para ele, ser aprovado duas vezes em Medicina é um reconhecimento. “Nem estou acreditando ainda que passei na UFT. Sempre me dediquei aos estudos e agora estou vendo meu sonho de ser médico se realizar. Qualquer um que se dedique pode passar em boas faculdades. Sempre estudei em escola pública e os meus professores me influenciaram muito”, afirmou.

Incentivo

Para a secretária estadual de educação e cultura, Adriana Aguiar, as histórias de Dowglas, de Lendel, de Marcos Fernandes, e de tantos outros estudantes da rede estadual de ensino que foram aprovados no vestibular, são um incentivo para quem está no ensino médio e sonha em alcançar a oportunidade de cursar o ensino superior.

“Os professores são muito dedicados e isso é importante para somar com o esforço e dedicação dos estudantes”, disse a secretária.  Para o ano letivo de 2014, a rede estadual de ensino tem 79,4 mil estudantes matriculados no ensino médio.

O vestibular

O resultado do último vestibular da UFT foi divulgado nesta terça-feira, 1º. Para conferir a lista de aprovados, clique aqui http://www.copese.uft.edu.br/v2014_01_resultado_vestibular_uft.pdf (Da redação com informação Ascom Seduc)