Polí­cia

Foto: Divulgação

Encontra-se recolhido na carceragem da Cadeia Pública de Araguacema, Maurílio Cawar Krahô, 40 anos de idade. Ele é acusado pelo crime de homicídio e foi preso, em Itacajá, por policiais civis da delegacia de Polícia daquele município, sob o comando do delegado Luciano Barbosa de Souza Cruz, mediante o cumprimento de mandado de prisão preventiva.

Após o recebimento de informações de que o suspeito estaria em um bar, localizado no centro da cidade, policiais civis com apoio da PM, dirigiram-se até o local e, depois de uma rápida averiguação, constataram que de fato, se tratava do procurado pela justiça. De imediato, os agentes abordaram Maurílio, o qual sem oferecer resistência, foi conduzido a delegacia onde foi cumprida a ordem judicial.

Segundo informações da PC, o indiciado é considerado de alta periculosidade, tendo sido condenado pelo assassinato de outro indígena, no ano de 2006, também em Itacajá. Ele responde ainda a vários termos circunstanciados (TCs) e estava cumprindo pena em regime semiaberto devido ao primeiro homicídio que cometeu.

 No dia 27 de novembro de 2013, Maurílio estava ingerindo bebida alcoólica na companhia de outro indígena, às margens do rio Manoel Alves, quando em dado momento, houve um desentendimento entre ambos e o acusado teria enforcado a vítima, causando sua morte de forma instantânea. Foi apurado que quando o acusado estava preso, a vítima teve um filho com a esposa de Maurílio o que pode ter ocasionado uma rixa entre os homens.