Estado

Foto: Divulgação

A greve dos trabalhadores da Educação continua na rede estadual sem previsão de término. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação – Sintet, José Roque afirmou ao Conexão Tocantins nesta segunda-feira, 7, que os representantes de todos os municípios que participam da greve se reunirão ainda hoje para discutir o assunto.

O encerramento da greve só poderá ser feito quando a Assembleia geral do Sintet deliberar. A Assembleia deve ser marcada ainda para esta semana mas na opinião do presidente a tendência é que a greve continue. “ Esse governo não tem proposta para a Educação, não atende nada do que pedimos. O governo saiu deixando herança maldita para os trabalhadores da Educação”, disse.

O ex-governador Siqueira Campos antes de renunciar o governo encaminhou para a Assembleia Legislativa uma Medida Provisória que altera o PCCS da categoria mas segundo o presidente a proposta não atende o que a categoria quer. “ Ainda não é dentro do que queríamos que fosse. O governo não tem compromisso com a categoria”, frisou.

Segundo Roque a categoria quer uma revisão no plano que iguale todos os níveis dentro da área.

A greve já passa de duas semanas e já teve até decisão judicial determinando o retorno imediato dos docentes às salas de aula mas o Sintet recorreu da determinação.

O governador interino Sandoval Cardoso (SD) afirmou ao Conexão Tocantins que vai dialogar com os manifestantes para que a greve se encerre. Segundo ele, Educação é a prioridade do governo.