Estado

Foto: Divulgação Vereadora Maria Bala (PRTB) Vereadora Maria Bala (PRTB)
  • Boletim de Ocorrência

A prefeitura de Miracema do Tocantins por meio da Secretária de Saúde registrou Boletim de Ocorrência na ultima sexta-feira, 04, contra a vereadora Hadul de Carvalho Bucar (PRTB), conhecida como Maria Bala. No documento que consta denúncia em desfavor da vereadora, a secretária da Semus, Lourdes Dourado, relata que na manhã da última quinta-feira, 03, Maria Bala invadiu os Postos de Saúde do Assentamento Irmã Adelaide e Brejinho.

De posse de uma câmera fotográfica e filmadora e usando do seu cargo público, alegando estar cumprindo fiscalização, a vereadora adentrou em ambientes restritos aos funcionários, violando gavetas, armários, livros de registros e desrespeitando os servidores que estavam no pleno exercício de suas funções.

Ao ser comunicada dos fatos, a secretária de saúde procurou o Presidente da Câmara, Alberane Borba, para obter explicações sobre tal arbitrariedade e se a mesma foi organizada por alguma Comissão de Fiscalização da Câmara.

Presidente desaprova ato

O presidente se mostrou surpreso com a atitude da vereadora, reprovando o ato e informando que está ação foi completamente isolada e que a Câmara de Vereadores de Miracema do Tocantins não tem nenhum envolvimento com os fatos.

“A vereadora Maria Bala agiu isoladamente. Ela não faz parte de nenhuma comissão de fiscalização e como representante do povo deveria tomar atitudes movidas pela legalidade, respeitando a Legislação da Casa e todos os procedimentos que devem ser adotados em caso de alguma desconfiança. Não concordo com a atitude e reafirmo que foi uma ação isolada”, declarou Alberane Borba.

Repúdio

A prefeita Magda Borba comentou o acontecido. “É um absurdo o desrespeito desta vereadora. Não vamos mais admitir atitudes assim. A polícia vai investigar os fatos. A sociedade espera de um vereador ações baseadas na ética e na preocupação com o bem público. O que estamos nos deparando é com a clara intensão de prejudicar o andamento da gestão pública e o esquecimento das reais funções de um vereador”, avaliou.

A prefeitura de Miracema do Tocantins repudiou o ato da vereadora, informando que está à disposição dos representantes do povo de Miracema para qualquer esclarecimento. Magda Borba lembrou ainda que práticas assim são parte de uma política antiga e que hoje a Lei está a favor dos que agem corretamente. “Maria Bala precisa entender que existe Lei e que ela deve ser cumprida. Invadir um local sem autorização é, além de um grande desrespeito, uma configuração criminosa”, afirmou a prefeitura em nota. 

Maria Bala

Maria Bala afirmou ao Conexão Tocantins na manhã desta segunda-feira, 07, que não invadiu os postos de saúde do município. “Eu não invadi, tenho educação e sou formada. Eu tenho direito de fiscalizar para eu ver como que estão as ações desta gestão. Lá eu detectei através dos funcionários que a secretária de saúde do município, (Lourdes Dourado) nunca pisou lá nessa gestão, ela andou lá no palanque da campanha, mais depois que a prefeita assumiu o governo, a secretaria nunca participou de nada do posto de saúde, fui averiguar porque me falaram que lá falta remédio para pressão alta e diabete”, afirmou.

“Não invadi apenas conversei com os funcionários, tenho provas que conversei, não peguei um livro, pedi para a funcionária abrir a gaveta, tenho prova e vídeo que fiz foi conversar com os funcionários, eu fui eleita para fiscalizar, sou fiscal do povo”, disse.

“Não invadi eu tenho educação, quero saber onde ela (a secretária) colocou os remédios que ela já comprou. Quando se compra um remédio ele tem entrada e saída, estou abrindo a caixa preta da saúde e estou vendo muitas notas de compras de remédios e o povo tá clamando que não tem remédio. Quero que ela diga o que fez com a compra de remédios, porque ela já comprou e a prefeitura já pagou, aonde foi que eles colocaram tanto remédios, quando se compra um remédio ele tem entrada e saída”, finalizou. (Da redação com informações da Prefeitura de Miracema)