Educação

Após os trabalhadores da educação deliberarem em assembleia geral  realizada na última quinta-feira, 10, por manter a greve, dirigentes do Sintet foram recebidos pelo governador em exercício, Sandoval Cardoso, que novamente alegou que nada mais poderia ser proposto, já que o governo está impedido de conceder qualquer benefício, especialmente salarial, do dia 05 de abril até 1º de janeiro de 2015, por força da Lei Eleitoral. O governador reafirmou a posição da reunião do último dia 07, de que buscaria incessantemente o diálogo com a categoria no decorrer de 2014, em vista a atender as reivindicações, sempre na medida do possível em 2015.

A categoria não aceitou a proposta do governo apresentada mediante o Ofício de n° 1689/2014/Seduc/Secad de 09 de Abril de 2014,  e entendeu que o governo desprestigiou a classe dos trabalhadores em educação em greve quando, no apagar das luzes do prazo eleitoral, concedeu ganho na carreira para outra categoria.

Os trabalhadores de educação requerem tratamento igual e anúncio do governo de algum ganho salarial para 2015. A categoria espera também novo posicionamento para outras questões já em 2015, como a diminuição do escalonamento da equiparação entre Prono e Proeb e o cumprimento das propostas apresentadas no ofício.

Ainda na tarde da última quinta-feira, 10, os trabalhadores foram ouvidos na Assembleia Legislativa, durante Audiência Pública realizada pela Comissão de Educação, que discutiu o atual momento da educação no Estado com a greve. O resultado prático da audiência é um termo que será elaborado e assinado pelos parlamentares que compõe a referida comissão. No documento, os deputados deverão confirmar a pauta da categoria. O Termo será votado na terça-feira, 15, em forma de Requerimento e enviado ao governador. O Sintet aguarda a aprovação para divulgar. Assim, os deputados se comprometem com a pauta da categoria.

Confira o Ofício nº 1689/2014 (link Download no site do Sintet www.sintet.org.br), agora assinado pelo governador em exercício. A categoria Aguarda à aprovação do Termo da Audiência Pública nesta próxima segunda-feira, 14 ou terça, 15 pela manhã. O Sintet já convoca todos os trabalhadores em educação para a próxima assembleia geral deliberativa da categoria na Terça-Feira, 15 de abril, em Palmas, a partir das 9h, na Escola Municipal Anne Frank. (Ascom Sintet)

Por: Redação

Tags: Assembleia Geral, Sandoval Cardoso, Sintet