Polí­tica

Foto: Divulgação

Por meio de requerimento apresentado na manhã desta última quarta-feira, 16, o deputado Marcelo Lelis (PV), solicitou o envio de votos de aplausos a Ordem dos Estudantes Secundaristas de Palmas (Oesp) e Grêmio Estudantil, na pessoa do líder estudantil, Gustavo Somera, pela iniciativa de promover uma manifestação de apoio do movimento em apoio aos professores em greve, que lutam pelos seus direitos salariais e melhorias nas condições de trabalho. A manifestação ocorreu na manhã de quarta-feira às 9 horas, na Praça dos Girassóis, em Palmas.

No documento, Lelis “parabeniza os representantes do Grêmio Estudantil, Gestão é a vez da Juventude e a Oesp – Ordem dos Estudantes Secundaristas de Palmas e representantes dos estudantes do Cem Tiradentes e os líderes estudantis de vários centros de ensino médio estaduais de Palmas, pela iniciativa”.

Sobre o assunto, Lelis disse que “hipoteco meu total apoio e conclamo a todos desta Casa de Leis e Governo do Estado que se empenhem na resolução deste problema. A causa é justa e legitima e nossos alunos, sociedade e toda a classe da educação merecem nosso respeito, no sentido de chegar a uma proposta justa e tentar minimizar os impactos causados pelo movimento”.

Entenda

O movimento de greve reivindica para categoria a revisão do Plano de Cargos Carreira e Salários da categoria. O plano foi revisado por uma comissão e está pronto desde janeiro de 2013 para ser votado. O projeto prevê a equiparação entre professores normalistas – Pronos, progredidos na carreira e professores da Educação Básica – Proeb. 

A categoria busca ainda a correção salarial de acordo com os índices reajustados do Fundeb, o pagamento do reajuste da data base previsto para 1º de maio, regularização dos repasses financeiros às escolas que vêm sofrendo com a falta de recursos, a municipalização das séries iniciais que do jeito que foi implantada está deixando professores sem lotação, o enquadramento do pessoal administrativo das escolas ao Plano de Cargos e Carreira – PCCR, eleição direta para diretor de escola e o fim da interferência política nas mesmas, dentre outras reivindicações.