Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador professor Júnior Geo (PROS) acusou o Conselho Municipal de Trânsito e Transporte, o qual é vice-presidente, de se reunir as escondidas para definir a tarifa do transporte coletivo de Palmas e afirmou na sessão desta terça-feira, 22, que o valor já foi definido.

“É apenas uma manobra do Executivo Municipal para ludibriar a população. A Prefeitura negociou com os donos das empresas o valor de R$ 2,86 para autorizar uma possível tarifa de R$ 2,75 e justificar que conseguiu negociar um valor abaixo do solicitado pelas empresas”, afirma o vereador.

O parlamentar voltou a afirmar que não está participando das reuniões do Conselho Municipal de Trânsito e criticou a falta de autonomia do Conselho, já que, segundo informações do Vereador, a tarifa já foi definida pelo Executivo.   

Procurado pelo Conexão Tocantins o secretário Cristian Zini negou as acusações do vereador. “Ele está completamente enganado, o município tem feito um trabalho de estudo com relação à tarifa, não tem nada absolutamente definido, tudo será definido junto com o conselho”, frisou.

O secretário contou que as reuniões que vão acontecer nesta semana para discutir o assunto serão meramente técnicas e todos receberão uma cópia de documentos e a planilha elaborada pela prefeitura além de dois livros que mostram como se faz o cálculo tarifário.