Estado

Foto: Divulgação

O sistema prisional da região sul tem enfrentando sérios problemas como falta de estrutura, superlotação, fragilidade da segurança - o que tem permitido a entrada de aparelhos proibidos, violência física contra os detentos cometidos pelos próprios presidiários, desaparecimentos e mortes. A violação dos direitos dos presidiários tem preocupado porque cabe ao Estado oferecer ao apenado condições dignas de que eles possam pagar pelo crime que cometeram.

Como estes problemas tem sido recorrentes, a Ordem dos Advogados do Brasil - Subseção de Gurupi, Ministério Público e Defensoria Pública decidiram convidar a sociedade organizada, autoridades ligadas ao assunto e população em geral para participar da audiência pública, que acontecerá na próxima terça-feira, 29, a partir das 9h30, no auditório da Subseção de Gurupi. O evento pretende discutir a problemática e levantar sugestões do que pode ser realizado para minimizar os problemas ocorridos nas unidades prisionais.

Segundo o presidente da Subseção de Gurupi, a participação de todos é muito importante, pois a segurança é um problema de todos. Para Dr. Albery, o atual sistema prisional da região sul tem sido a faculdade do crime.

Dr. Albery disse que está confirmada a presença do Presidente da Seccional Tocantins, Epitácio Brandão; da Presidente da Comissão do Sistema Penitenciário da OAB Ester Nogueira, além de Promotores, Juízes e Defensores Públicos e convoca toda a população a participar desse evento e dar sua contribuição para a formulação de sugestões. (Ascom Gurupi)