Estado

Foto: Laiany Alves

Parte dos investimentos na ampliação do atendimento em saúde pública, a reforma e ampliação de alguns dos principais hospitais do Tocantins, vão possibilitar, depois de concluídas, o aumento no volume e na qualidade dos serviços oferecidos à população. Hospitais de referência como os de Augustinópolis, Miracema e Paraíso estão passando por ampla reforma e ampliação do número de leitos, num investimento de cerca de R$ 26,8 milhões. As obras devem resultar em mais qualidade no atendimento a pacientes e melhores estruturas para as equipes técnicas destas unidades hospitalares.

De acordo com a assessora de engenharia da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Fernanda Medrado, as obras de reforma e ampliação das unidades hospitalares de referência no Tocantins possibilitarão, ainda, um desafogo no Hospital Geral de Palmas (HGP), maior do Tocantins e que atualmente recebe pacientes de todo o Estado e de vizinhos como Maranhão, Pará, Mato Grosso. “Em Miracema, por exemplo, vão ter 20 leitos de atendimento prolongado, atendendo a pacientes que antes eram encaminhados para Palmas”, explicou.

Em Miracema do Tocantins, segundo informações da Sesau, estão sendo investidos em torno de R$ 9,1 milhões nas obras de reforma e ampliação do hospital. Entre as obras, está prevista a construção de mais 31 leitos de internação (ampliando de 69 para 100). Além disso, serão criados mais nove leitos para atendimento de urgência e emergência. A estrutura contará ainda com um centro de parto normal com três leitos específicos para pré-parto, parto e pós-parto e mais uma sala de cirurgia. Os blocos da administração, almoxarifado e urgência e emergência serão também totalmente reformados. “Os projetos arquitetônico, estrutural e elétrico já foram entregues e a reforma já foi iniciada. A previsão é de que daqui a 15 dias se iniciem as obras de ampliação do hospital”, disse a assessora de engenharia da Sesau. 

Unidade de referência na região do Bico do Papagaio, extremo norte tocantinense, o Hospital de Augustinópolis também está passando por importantes obras que irão beneficiar milhares de pacientes e equipe técnica. Naquela unidade, os pacientes foram transferidos para a unidade hospitalar de Araguatins, onde permanecerão até a conclusão das obras na enfermaria e centro cirúrgico de Augustinópolis, de acordo com Fernanda Medrado. “O hospital já foi evacuado para serem feitas as obras nas duas alas de internação e no centro cirúrgico, que estão em fase de acabamento”, disse.

A estimativa da empresa, segundo a assessora da Sesau, é que os dois blocos de internação e o centro cirúrgico estejam concluídos em 90 dias. “A previsão é que, com a entrega desses dois blocos e do centro cirúrgico, nós possamos retornar os pacientes que estão em Araguatins”, completou Fernanda.

Já em Paraíso, que fica a 64 Km de Palmas, o investimento feito é de R$ 7,8 milhões em obras de reforma e ampliação da unidade hospitalar, que terá  o número de leitos elevado de 72 para 100. Depois de concluída a obra, o hospital contará com infraestrutura para oferecer serviços de internação pediátrica, obstétrica, cirúrgica, médica e de longa permanência, centro cirúrgico, urgência e emergência, diagnósticos, apoio técnico e apoio logístico. As obras em Paraíso, conforme a assessora, estão em passo acelerado, semelhante ao de Miracema, com projetos arquitetônico, estrutural e elétrico entregues e obras de reforma iniciadas.

Investimentos em Saúde

Ao todo, entre obras de construção, reforma e ampliação de unidades hospitalares, o governo do Estado vem investindo cerca de R$ 310 milhões, podendo aumentar a qualidade do atendimento e oferecer cerca de 1.500 leitos no Hospital Regional de Augustinópolis (HRA), Hospital Regional de Miracema (HRM) e Hospital Regional de Paraíso (HRP), além do Hospital Geral de Palmas (HGP), Hospital Regional e Hospital Geral de Araguaína (HRA e HGA) e Hospital Regional e Hospital Geral de Gurupi (HRG e HGG). (ATN)