Economia

Foto: Divulgação

A atividade turística na região do Jalapão movimentou a economia local com a injeção de mais de R$ 75 mil reais durante o último feriado da Semana Santa. A estimativa foi obtida a partir de pesquisa realizada por técnicos da Agência de Desenvolvimento Turístico do Tocantins (Adtur), em dois atrativos - Cachoeira da Velha e Prainha. De acordo com a amostragem, 48% dos 50 entrevistados gastam, em média, cerca de R$ 150 reais por dia.  Em três dias do feriado, 504 pessoas visitaram a Prainha e a Cachoeira da Velha.

Segundo Iraneide Leite de Oliveira, técnica da Coordenação de Desenvolvimento e Operações Turísticas da Adtur, a amostragem aplicada  objetiva traçar o perfil do turista que visita o Jalapão e serve de parâmetro no processo de elaboração de projetos e ações direcionados à região. “Constatamos a presença de 255 turistas na Sexta-feira da Paixão, mais 148 no sábado e 101 visitantes no domingo”, apenas nestes dois atrativos.

A presidente da Adtur, Adriana Ramos, ressaltou que “na realidade esse valor é bem maior, levando-se em consideração que a Região recebeu muito mais que 504 visitantes nos outros locais de visitação. São três áreas de campings, hotéis e pousadas que recebem visitantes, autônomos e através de agências.”

Resultados

Os resultados satisfatórios do Turismo no Jalapão vão além dos levantados no local de aplicação dos questionários. Segundo a técnica, eles são capazes de revelar que não só os proprietários de atrativos são favorecidos com a atividade turística na Região. A cadeia de benefícios se estende aos artesãos, aos prestadores de serviços, pequenos e médios empresários, como também à rede hoteleira e às operadoras de viagens.

Para Manoel de Andrade, sócio-proprietário da Ourique, operadora de Turismo que trabalha com pacotes para o Jalapão, a demanda sempre aumenta nos feriados. Neste último, atendeu 17 turistas, contra a demanda de quatro a oito nos períodos considerados regulares. “Não tivemos como atender a procura, mas mesmo assim não perdemos clientes. Apenas tivemos que agendá-los para outra oportunidade”, destacou ele, ressaltando que “a venda de pacotes para o Jalapão já se tornou uma constante”.

“A demanda de turismo no Jalapão vem crescendo consideravelmente, tornando-se consistente”, revela Thelma Ribeiro, gerente administrativa da Norte Tur. Ela disse ter repassado parte dos clientes a outras operadoras, por haver preenchido a capacidade de atendimento. Para o gerente da Pousada Santa Helena, em Mateiros, Whagry Amorim, os resultados foram surpreendentes na Semana Santa. “Casa cheia!”, resumiu ele justificando: “alugamos todos os nossos 23 apartamentos e, se tivéssemos outros 23, teríamos lotado todos”. (Ascom Adtur)