Estado

Foto: Aldemar Ribeiro Presidente Galdino afirmou que o montante liberado será de suma importância para a melhoria da qualidade de vida dos tocantinenses Presidente Galdino afirmou que o montante liberado será de suma importância para a melhoria da qualidade de vida dos tocantinenses

O Estado do Tocantins foi contemplado com recursos da ordem de mais de R$ 50 milhões para implantação de sistemas de esgotamento sanitários. Os recursos, que serão geridos pela Agência Tocantinense de Saneamento (ATS), atenderão 16 municípios no norte do Estado e foram liberados pelo governo federal, por meio da Fundação Nacional da Saúde (Funasa).

Os recursos liberados fazem parte da terceira etapa das ações de saneamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), para atender aos municípios com até 50 mil habitantes. Do Tocantins, serão contempladas as cidades de Abreulândia, Angico, Aragominas, Aurora do Tocantins, Bandeirantes do Tocantins, Fortaleza do Tabocão, Itapiratins, Luzinópolis, Piraquê, Pugmil, Riachinho, Rio dos Bois, Sandolândia, Santa Terezinha do Tocantins, São Bento do Tocantins e Sucupira.

Contratos

A convite da presidente da República, Dilma Rousseff, o presidente da ATS, Edmundo Galdino, participa nesta terça-feira, 6, às 10 horas, no Palácio do Planalto, em Brasilia/DF, da cerimônia de assinatura dos contratos. Acompanha o presidente da ATS, o diretor de Expansão, Meio Ambiente e Fiscalização da Agência, Péricles Andrade.

Pleito

O governo do Tocantins, por meio da Agência Tocantinense de Saneamento, pleiteou, em 2013, a liberação de recursos do PAC 2, no valor de R$ 65 milhões, destinados às obras de saneamento básico, água e esgoto para beneficiar 19 municípios - sendo 18 com esgotamento sanitário e um com ampliação dos serviço de abastecimento de água. Os recursos pleiteados são oriundos da Funasa.  “Mesmo não atendendo 100% da nossa gestão estamos felizes com este montante liberado. Verba que será de suma importância para a melhoria da qualidade de vida da nossa gente”, ressalta Edmundo Galdino.

O gestor, que acompanhou dia a dia a tramitação dos projetos, em Brasília, explica ainda que a ATS continuará em busca da liberação do restante dos recursos pleiteados a fim de atender as demandas dos demais municípios. (ATN)