Palmas

Foto: Divulgação

A Prefeitura de Palmas, por meio da Secretaria de Acessibilidade, Mobilidade e Transporte (Samot), promoveu na manhã desta quarta-feira, 7, o primeiro encontro temático com técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para desenvolver o Plano de Ação Palmas Sustentável, que faz parte da Iniciativa Cidades Emergentes e Sustentáveis (ICES). Em pauta, mobilidade urbana.

A equipe técnica da Samot apresentou um diagnóstico prévio apontando as principais falhas e possíveis soluções no transporte público de Palmas. Estiveram presentes na reunião o superintendente de Transportes da Samot, Marcelo Alves, a diretora de Planejamento de Transportes, Caroline Colombo, diretor de Transportes da Samot, Jocélio Santos, especialista em Desenvolvimento Urbano do BID, Mario Durán-Ortiz, e o especialista em Transporte do BID, Raul Ramos.

De acordo com a diretora de Planejamento de Transportes, Caroline Colombo, este é um passo importante na solução dos problemas que temos em nosso transporte público. “Inicialmente, os técnicos do BID virão a Palmas discutir problemas da cidade para colaborar conosco nas soluções propostas para a cidade”, frisou.

Alguns projetos já em estudo avançado como a implantação do Bus Rapid Transit (BRT) e melhor aproveitamento das rotatórias são exemplos de práticas sustentáveis a ser adotadas na Capital, o que os técnicos do BID “olharam com bons olhos”.

Para Raul Ramos, Palmas é uma cidade tranquila, plana e com pouco congestionamento, quase nulo, portanto, a participação do BID na implantação do BRT pode ser fundamental. “Por enquanto estamos atuando apenas com apoio técnico e a troca de experiências é sempre válida. A partir do que vimos hoje, iremos elaborar um estudo para dar aporte para Palmas na implantação deste sistema”, concluiu.

O BID conta com a parceria da Caixa Econômica Federal para desenvolver a ICES e, de acordo com a Caixa, será disponibilizado recurso de Rnt milhão por meio do Fundo de Sustentabilidade da Caixa para custear os projetos do Plano de Ação Palmas Sustentável e a execução dos projetos será custeada pelo Banco.

Programa

O principal objetivo da Iniciativa de Fomento às Cidades Emergentes e Sustentáveis é lidar com desafios em cidades emergentes da América Latina e do Caribe. A meta do projeto é integrar a sustentabilidade ambiental e fiscal, o desenvolvimento urbano e a governabilidade. Por meio da parceria entre BID e da CEF, a ICES espera promover o apoio a ações que proporcionem serviços básicos e garantam a proteção ao meio ambiente, bem como níveis adequados de qualidade de vida e emprego.

Na Capital, o projeto intitulado Plano de Ação Palmas Sustentável, objetiva investir em práticas sustentáveis em nossa cidade. A Fapto foi a instituição selecionada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) por meio da instituição GN Sustentabilidade e Responsabilidade Socioambiental, para atuar em Palmas.https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif(Secom Palmas)