Esporte

Foto: Divulgação Sanches (ao centro) disse que não vai responder quem não merece Sanches (ao centro) disse que não vai responder quem não merece

Uma polêmica envolvendo os clubes de futebol do Estado vem crescendo e aumenta a rivalidade entre alguns times. Tudo começou quando o ex-presidente do Palmas Futebol e Regatas, Donizeti Aparecido Pedro da Silva levantou dúvida sobre a legalidade do time com relação a eleição do Conselho Fiscal e do Deliberativo. Pedro disse ao Conexão Tocantins que a ata da eleição não teria sido registrada em cartório o que invalidaria o processo. “A ata não foi registrada em cartório”, frisou. Sem tal procedimento, conforme diz o estatuto, a eleição é considerada nula.

Sabendo dos argumentos do ex-presidente, o Araguaína já toma providências para tentar requerer os pontos do Palmas na competição. “ Ficamos sabendo dessa suspeita, vamos pesquisar e colocar um advogado nessa questão. Se o Palmas estiver mesmo irregular vamos entrar contra o time. O que estamos sabendo é que não registraram a eleição do conselho fiscal nem deliberativo. Se isso aconteceu não é justo porque nós fizemos tudo certo porque só um que não faz?”, questionou o presidente do Clube, João Luiz em entrevista ao Conexão Tocantins. Outros times também estariam estudando pedir a saída do Palmas do campeonato alegando supostas irregularidades no processo eleitoral da diretoria.

Procurado pelo Conexão Tocantins o presidente da Executiva do Palmas FR, Richard Sanches negou qualquer irregularidade nos trâmites burocráticos do time. “ Não há problema nenhum. Essa informação é descabida e não tenho satisfação nenhuma para dar ao Pedro”, frisou se referindo ao ex-presidente. Sanches contou ainda que responde pelo time junto à Federação Tocantinense de Futebol – FTF. “ O Palmas foi registrado em janeiro de 2010 pela federação que não seria irresponsável de validar o clube se não tivesse um representante legal”, frisou.

O Conexão Tocantins pediu que Sanches encaminhasse a documentação do Palmas com relação á legalização do clube mas ele foi incisivo ao negar: “ Não vou ficar respondendo quem não merece. Se o Araguaína se sente no direito que busque isso mas não vou responder quem não merece”, reafirmou.

Conselho Deliberativo

O presidente do Conselho deliberativo do Palmas, Marcelo Silva, explicou ao Conexão Tocantins, que ele ajuda o time mas que não cuida das questões burocráticas. “ Estou alheio a essas questões burocráticas, o Pedro está atrapalhando”, disse acrescentando ainda que a velha guarda do time foi quem afundou o Palmas.

O Palmas joga nesta quarta-feira contra o Guaraí na 9ª rodada do Campeonato Tocantinense. O tricolor da capital precisa apenas do empate para garantir uma vaga nas semifinais e inclusive pode ser líder no campeonato se vencer neste jogo.