Polí­cia

Foto: Divulgação O agressor encontra-se preso preventivamente, para garantir a integridade física e psicológica da vítima O agressor encontra-se preso preventivamente, para garantir a integridade física e psicológica da vítima

Um caso de violência doméstica ocorrido na cidade de Lajeado, localizada a 50 quilômetros de Palmas, culminou com uma denúncia do Ministério Público Estadual (MPE) contra o agressor, pela prática de tentativa de homicídio, punível com pena de reclusão. A denúncia foi apresentada na última quarta-feira, 7, pelo Promotor de Justiça João Edson de Sousa, em desfavor de Genivaldo G. A., de 37 anos. O juiz Jorge Amâncio de Oliveira já determinou a citação do acusado para que apresente defesa prévia no prazo de 10 dias.

Segundo o texto da denúncia, o crime teria ocorrido na noite de 20 de abril, quando Genivaldo chegou embriagado em casa e agrediu sua companheira, primeiramente empurrando-a contra a parede e depois desferindo contra ela uma série de socos, que atingiram a boca, a barriga e as costas da vítima.

O denunciado também teria tentado matar a companheira por asfixia, tapando-lhe a boca com as mãos, para que não respirasse. O homicídio não se consumou devido à interferência de três pessoas, que chegaram ao local guiadas pelos gritos de socorro. A vítima foi retirada consciente de casa, mas desmaiou em seguida, tendo sido levada desacordada ao posto de saúde de Lajeado, onde foram prestados socorros.

O agressor encontra-se preso preventivamente, para garantir a integridade física e psicológica da vítima. (Ascom MPE)