Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado José Geraldo de Melo Oliveira (PTB) presidiu a sessão na Assembleia Legislativa do Tocantins nesta terça-feira, 13, e solicitou que cada bloco partidário indique um membro para analisar a indicação feita pelo governador Sandoval Cardoso do procurador Geral do Estado, André Luiz de Matos para o cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. O prazo para análise é de cinco dias.

A Comissão é formada pelos deputados Stalin Bucar, Jorge Frederico, Carlão da Saneatins, Eli Borges e José Roberto Forzani.

Alguns procuradores de Contas contestaram a indicação de André a alegam que ele não pode ocupar o cargo pois não teria 10 anos de exercício da advocacia. No entanto o procurador garante ter o tempo exigido pela constituição para ocupar o cargo e já apresentou as alegações.

Os procuradores  protocolaram no Ministério Público Estadual uma representação para apurar uma possível irregularidade na indicação do procurador-geral que foi indicado para ocupar a vaga de Herbert Brito aposentado recentemente.

 A indicação também deve ser questionada na Assembleia Legislativa.

 O TCE está em processo de escolha também para a vaga que era ocupada por Leide Mota.