Polí­cia

Foto: Divulgação

A Polícia Militar ainda não sabe o motivo que levou dois criminosos a assassinarem o empresário Mário Antonio dos Santos, de 54 anos, e o filho dele, Brendon Irany dos Santos, de 17 anos. O crime aconteceu por volta das 7h40 da última quarta-feira, dia 14, na Rua 3, do setor José Ferreira, em Araguaína.

Logo que foi acionada uma guarnição da PM se deslocou ao endereço, onde se deparou com dois homens saindo da residência das vítimas em uma motocicleta Biz Honda 125 de cor vermelha placa MWV-4594. Na saída da residência eles ainda trocaram tiros com a Policia Militar, e durante a perseguição continuou o confronto até que eles abandonaram a moto e entraram em um matagal. Após novo confronto um dos autores ainda não identificado foi alvejado e morreu no local.

O segundo criminoso conseguiu fugir em uma moto Honda FAN 125 placa MWP-7162 de cor preta, que ele roubou depois de render com arma de fogo o motociclista C.P.Gomes, de 35, que passava pelo local.

No chão ao lado do criminoso morto os policiais encontraram um revólver calibre 32 importado com duas munições, uma deflagrada e uma intacta. Também foram encontrados no bolso dele 1 pulseira de 14.4 gramas de ouro aparente, 1 pulseira 4.4 gramas, 1 pulseira de 32.8 gramas, 1 cordão 12.1 gramas, 1 cordão com pingente 58.5 gramas, 1 pulseira 19.3 gramas, 1 cordão 10.6 gramas, 1 pulseira 6.3 gramas e 1 cordão de prata 61.4 gramas. 

O empresário e o filho baleados foram socorridos pela equipe do SAMU ao Hospital Regional de Araguaína, mas não resistiram. Uma mulher que estava no local informou à PM que após lutar com um dos bandidos, o comerciante sacou uma arma 635 bereta e o alvejou no tórax.

A moto da família foi deixada abandonada, e junto a ela a arma 635 bereta pertencente ao comerciante. Ainda em cima de uma das mesas da residência os policiais encontraram um simulacro de arma de fogo, réplica de pistola. Consternado com os familiares das vítimas, o comandante do 2º Batalhão, major Silva Neto, informou que não medirá esforços para prender o foragido. (Ascom PM)