Economia

Foto: Sandro Souza Houve acréscimo de 8% no número de trabalhadores admitidos em Palmas Houve acréscimo de 8% no número de trabalhadores admitidos em Palmas

No Tocantins, houve um acréscimo de mais de 1.500 novas admissões de trabalhadores com carteira assinada de janeiro a abril de 2014 comparado com o mesmo período de 2013, de 25.989 para 27.564 admissões. Em Palmas, houve um acréscimo de 8% no número de trabalhadores admitidos no período de janeiro a abril de 2014 se comparado ao mesmo período do ano passado, de 630 para 897. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

A subsecretária do Trabalho e Assistência Social, Mariza Sales, atribuiu o destaque tocantinense ao empenho que o Governo tem feito de fomentar a abertura de novas empresas e incentivar a qualificação. “Este resultado é a soma de esforços que o Governo do Estado vem desenvolvendo, buscando empresas de médio e grande porte para o Estado, aliado aos trabalhos que o Sine tem desenvolvido no intuito de aumentar cada dia mais o número de trabalhadores empregados no Tocantins”.

Tocantins

No período de janeiro a abril de 2013 foram admitidos 25.989 trabalhadores, já no mesmo período de 2014, houve 27.564 admissões, o que corresponde a aumento de cerca de 6% nesta variável. Com relação ao saldo (diferença entre admissões e desligamentos), apresentou acréscimo de cerca de 60% se comparado ao mesmo período de 2013, subindo de 1.625 para 2.609 novas vagas de emprego.

Setores

Os setores da economia que mais admitiram trabalhadores no primeiro quadrimestre de 2014 no Tocantins foram serviços, comércio e construção civil, responsáveis, respectivamente, por 29%, 28% e 17% do total de admissões. 

Palmas

Houve acréscimo de 8% no número de trabalhadores admitidos em Palmas no período de janeiro a abril de 2014 se comparado ao mesmo período do ano passado. Com relação ao saldo, aumentou cerca de 42% o total de novas vagas geradas, de 630 para 897.

Setores

O setor da economia que se destacou foi o serviço por ser responsável por 39% das admissões, em seguida os setores que mais admitiram foram comércio e construção civil.

Caged

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) é o instrumento utilizado pelo Ministério do Trabalho e Emprego para observar as movimentações do mercado de trabalho para um determinado período. Através do Caged é possível conhecer o número de trabalhadores admitidos (com carteira assinada), demitidos e o saldo entre admitidos e demitidos que representa o número de empregos gerados por localidade.