Polí­tica

Foto: Divulgação

As Eleições de 2014 se aproximam e para tornar o sistema de apuração dos votos  ainda mais rápido, confiável e dinâmico, técnicos em tecnologia da informação de 23 Tribunais Regionais Eleitorais do Brasil estão em Palmas para receber orientações sobre as novas funcionalidades do sistema JE Connect – um software desenvolvido pelo Tribunal Regional do Tocantins que agiliza a apuração dos boletins de urna.

Na manhã desta última quinta-feira (05/06), no anexo I do Tribunal, os representantes dos TREs foram recebidos pelo diretor-geral do TRE-TO, José Machado dos Santos, que deu as boas-vindas a todos desejando sucesso nas atividades. Em seguida o grupo de trabalho do sistema Je Connect apresentou algumas sugestões de melhorias que poderão ser implementadas no sistema, entre eles a utilização de redes Wi Fi  e certificação centralizada.

Adesão

Devido a sua funcionalidade e resultados satisfatórios nas eleições, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo utilizará o sistema JE-Connect já nas eleições de 2014. De acordo com o coordenador de Infraestrutura e Desenvolvimento do TRE paulista, Paulo Sérgio, há uma expectativa grande com a nova ferramenta. “Primeiro por agilizar o processo e o segundo pela segurança. A gente quer aliar agilidade e segurança na transmissão de dados e ter uma apuração mais rápida. Nesta eleição já vamos utilizar o sistema Je Connect em 2.500 pontos de transmissão”, disse o coordenador.

De acordo com Felipe Houat, Secretário de Tecnologia Informação do TRE do Pará, que já utiliza o JE Connect desde 2010, a ferramenta cria a possibilidade de aumentar o número de pontos de transmissão,  o que proporciona a totalização das eleições cada vez mais cedo. “ Isso  evita  utilizar aquela logística de carro, avião e barco, possibilitando a transmissão do resultado oficial no mesmo dia”, declarou.

Sobre o Je Connect

O sistema foi desenvolvido por técnicos em tecnologia da informação TRE-TO em 2008 e aprimorado em 2010, em parceria com outros Tribunais Eleitorais. A partir de 2012, conforme a Portaria do TSE 334, o JE Connect se tornou padrão da Justiça Eleitoral.

A praticidade do sistema está na característica de que pode ser transportado em um pendrive. Com isso, os resultados das urnas podem ser apurados nos próprios locais de votação e enviados a partir de qualquer computador por meio de rede Virtual Private Network (VPN) – Rede Virtual Privada. Assim, há mais garantias de apuração e divulgação total dos votos.

O evento termina nesta sexta-feira (06/06), com a presença de representantes dos TREs do Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, São Paulo e Tocantins. (Ascom TRE)