Economia

Foto: Divulgação

Visando promover a inovação das micro e pequenas empresas do Tocantins, o Governo do Estado através da Sedecti – Secretaria Estadual do Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e o IEL – Instituto Euvaldo Lodi, entidade da Fieto – Federação das Indústrias do Estado do Tocantins, lançam nesta quarta-feira, às 9h15, no auditório do Palácio Araguaia o Edital do Tecnova – Programa de Inovação Tecnológica.

O Tecnova prevê financiamentos para empreendedores de micro e pequenas empresas que apresentem projetos de inovação, criando condições financeiras favoráveis para apoio a pesquisa. A previsão é beneficiar empresas das áreas da indústria, comércio, agronegócio e serviços com faturamento em 2013 de até R$ 3,6 milhões, com sede no Tocantins. Cada empresa poderá receber entre R$ 160 mil e R$ 400 mil. Os recursos já estão disponíveis.

Os temas apoiados são de interesse regional (alimentos, confecção, construção civil, madeira, móveis e agronegócio) e de interesse nacional (TIC – Tecnologia da Informação e Comunicação; petróleo e gás; e energias alternativas). Após o lançamento oficial, o edital deverá ser divulgado nas maiores cidades do Estado.

As informações de como participar e demais detalhes serão apresentados durante o lançamento do edital, pelo secretário da Sedecti, Paulo Massuia, e parceiros. O evento contará com a presença do governador Sandoval Cardoso, do presidente da Fieto, Roberto Magno Martins Pires, empresários, instituições de pesquisa e autoridades convidadas.

Sobre o Programa

O Tecnova é um programa do Governo Federal, realizado pela Finep – Financiadora de Estudos e Projetos. A Sedecti, em parceria com o IEL - Instituto Euvaldo Lodi, apresentou um projeto para trazer o programa ao Estado. O investimento total será de R$ 9,6 milhões, sendo R$ 7,2 milhões do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, através da Finep –com contrapartida de R$ 2,4 milhões, do Governo do Estado. Desse valor serão repassadas às empresas cerca de R$ 8,7 milhões, por meio de projetos de inovação aprovados e R$ 900 mil serão destinados a gestão, capacitações e monitoramento de projetos.

Para o presidente da Fieto, Roberto Pires, os empresários devem estar sintonizados com as tendências mundiais e ao mesmo tempo manter o foco nas oportunidades que o mercado interno oferece, agregando conhecimento em tecnologia e inovação, fatores chaves para o desenvolvimento. “O Tecnova, fruto de um esforço dos governos – federal e estadual, vem ao encontro dessa necessidade de promover a inovação. O financiamento para novos projetos é um incentivo para estimular a criatividade no processo produtivo”, destacou Roberto Pires.

O secretário da Sedecti, Paulo Massuia, acredita que “o Tecnova deve promover uma grande revolução no segmento da inovação empresarial no Tocantins”. Para Massuia, com os recursos em mãos “os empreendedores poderão desenvolver projetos que promovam competitividade, melhorem o processo produtivo, e consequentemente aumentem os lucros e a capacidade de geração de emprego nessas empresas”.

São parceiros do Tecnova no Tocantins a Fapt – Fundação de Amparo a Pesquisa do Tocantins e a Faciet – Federação das Associações Comerciais e Indústrias do Tocantins.