Polí­tica

Foto: Divulgação

O prefeito Ronaldo Dimas, juntamente com o deputado federal César Halum (PRB), assinaram o contrato de repasse de recursos financeiros entre o Governo Federal, por intermédio do Ministério das Cidades, ao Município de Araguaína para a construção do projeto Via Lago. A gerente da agência da Caixa Econômica Federal de Araguaína, Delma Santos Dias, e o secretário de Infraestrutura, Simão Moura Fé, também assinaram o documento nesta quarta-feira, no stand da Caixa, na Exposição Agropecuária de Araguaína (Expoara).

O valor do repasse é de R$ 11,8 milhões e já está liberado, em conta, para o início da obra. A contrapartida do município é no valor de R$ 2 milhões. De acordo com o prefeito, as obras de construção da Via Lago devem iniciar ainda neste mês de junho. “O aterro será iniciado neste mês. Tanto o aterro, como as fundações dos pilares da ponte deverão estar construídos antes do fechamento do lago que está previsto para novembro desse ano”, informou o prefeito.

Segundo Dimas, a Via Lago será um local importante para o lazer dos araguainenses. “A utilização do lago vai ser totalmente diferenciado, adequado a este projeto que vai ser um marco na nossa cidade”, destacou.

Também comentou sobre as parcerias realizadas pela atual gestão, conseguindo mais investimentos para a cidade. O projeto tem emenda parlamentar do deputado federal César Halum. “O deputado federal César Halum foi extremamente importante nesse projeto, partiu de uma emenda de bancada colocada por ele”, explicou Dimas. “Se não fosse esse empenho dele, a gente de fato estaria um pouco longe de conseguir um recurso tão importante para a cidade”, completou.

Halum afirmou sobre a importância desse projeto para a população araguainense. “Esse projeto tem uma dupla finalidade. A primeira é o embelezamento de Araguaína, dar lazer. Mas a outra é a integração da cidade: nós estamos ligando o centro da cidade à parte sul”, afirmou Halum.

Via Lago

O projeto Via Lago vai beneficiar a população araguainense, disponibilizando uma área de lazer, esportes e mobilidade urbana da região sul da cidade. A Via Lago terá 1,56 km de extensão, começando no fim da Marginal Neblina (no cruzamento com a Avenida Filadélfia) seguindo até os setores Lago Azul, Cidade Nova e Nova Morada, com três pistas de ida e de volta, ciclovia e calçamento para pedestres. No final da avenida, será construída uma ponte estaiada, que vai interligar o centro de Araguaína para esses bairros localizados na região sul da cidade.

Dentro do projeto, também está previsto uma ilha próxima à Via Lago, onde será construído um restaurante e o acesso será por meio de barcos, com decks de embarque e desembarque.

Além da valorização do Lago Azul com o fomento ao turismo, haverá o desassoreamento do local, com a permissão dos órgãos de fiscalização ambiental, para o uso da areia acumulada nas margens de córregos que alimentam o lago, bem como o no próprio leito do rio Lontra.