Meio Ambiente

Foto: Nilza Veronica Pier do Parque Estadual do Cantão após incendio Pier do Parque Estadual do Cantão após incendio

O Governo do Estado vai reformar a infraestrutura do Parque Estadual do Cantão (PEC) e construir o Centro de Divulgação das Unidades de Conservação. As obras serão realizadas com recursos decorrentes da medida compensatória ambiental, no valor de R$ 1,03 milhão, em função da construção da Ponte Imigrantes Nordestinos Padre Cícero José de Sousa, que liga os municípios Lajeado e Miracema do Tocantins.

O Parque Estadual do Cantão tem mais de 90 mil hectares e foi criado em 1998, abrangendo os municípios de Caseara e Pium. Já o Centro de Divulgação das Unidades de Conservação será construído em Palmas, no centro Agrotecnológico do Tocantins (Agrotins).

Conforme o presidente do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), Stalin Beze Bucar Júnior, a necessidade de reforma da infraestrutura do Cantão se deve a um incêndio criminoso que ocorreu em 2012. “Com esse recurso, iremos reformar toda a estrutura física que foi incendiada como, por exemplo, a garagem, alojamento, píer, rampa, guarita, centro de visitação e casa da gerência para, assim, proporcionar melhores condições para os pesquisadores e turistas que frequentam ou querem conhecer o local”, explicou.

De acordo com Stalin Junior, o Centro de Divulgação das Unidades de Conservação tem a finalidade de diminuir os custos com estandes que são montados durante a exposição e que são utilizados para apresentar e divulgar as Unidades de Conservação do Estado, como também, para o Naturatins ter um local definitivo dentro da feira.

Recurso

A medida compensatória foi estabelecida pelo impacto ambiental causado sobre o meio ambiente durante a construção da ponte sobre o Rio Tocantins que liga Lajeado a Miracema. O Termo de Compromisso foi celebrado entre o Naturatins e a Agência de Máquinas e Transporte (Agetrans) no dia 26 de maio objetivando o cumprimento da compensação ambiental instituída através do decreto nº 4.340, de 22 de agosto de 2002, que estabelece a exigência do empreendedor apoiar a implantação e manutenção de Unidades de Conservação no caso de licenciamento ambiental de empreendimentos de significativo impacto ambiental.

Cantão

O Parque Estadual do Cantão é formado pelos biomas cerrado e floresta amazônico, com elementos representativos do pantanal, sendo esta uma região de elevado interesse científico, tecnológico, econômico e social. Para visitar o parque e fazer trilhas ecológicas, que podem ser feitas por terra ou por água, observação da fauna e da flora é necessário agendar com a gerência. (ATN)