Educação

Acontece nesta segunda-feira,16, o primeiro encontro de formação do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic) na Faculdade Católica de Palmas. Ao todo serão atendidos 219 professores alfabetizadores e 11 orientadoras dos três primeiros anos do ensino fundamental da rede pública municipal de ensino da Capital. 

O Pacto é um compromisso formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, estadual e municipal para assegurar a plena alfabetização de todas as crianças até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

Para o alcance desses objetivos, as ações do Pacto compreendem um conjunto integrado de programas, materiais e referências curriculares e pedagógicas, disponibilizados pelo MEC, que contribuem para a alfabetização e o letramento, tendo como eixo principal a formação continuada dos professores alfabetizadores.

Em Palmas, o programa entrou em seu segundo ano, sendo que na primeira etapa as formações tiveram ênfase na área de Língua Portuguesa e nesta segunda fase a ênfase será em Matemática. Neste ano, a instituição de ensino superior responsável pela formação dos orientadores de ensino pelo programa é a Universidade Federal do Tocantins (UFT). 

Os encontros da formação são ofertados em conformidade com a hora atividade dos professores, para não comprometer o andamento das aulas em cada unidade educacional. As formações ocorrerão no período de junho de 2014 a março de 2015, quando acontecerá a culminância das atividades.

Para a professora Berenice Barbosa, secretária municipal da Educação, tudo começa pela alfabetização. “Ela é a base da boa educação”, diz. Por isso, ela destaca a importância das formações para os professores alfabetizadores, lembrando da riqueza que há nas trocas de experiências nos encontros. “Será muito rica a integração dos professores dos três anos envolvidos na tarefa da alfabetização. É importante eles terem contato um com o trabalho do outro, afinal, a ideia é que o processo de alfabetização se dê ao longo dos três anos, não é o trabalho isolado de uma professora", comenta. 

Marta Pacheco, diretora do setor de Avaliação e Formação Permanente da Semed, destaca a importância da participação efetiva dos professores alfabetizadores inscritos no Pacto, lembrando que os mesmos devem procurar os gestores das suas respectivas unidades educacionais para que possam ter acesso ao calendário das ações do Programa, que se estende até 2015. (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Berenice Barbosa, Marta Pacheco, Pnaic