Empregos e Serviços

Foto: Imagem ilustrativa


A segunda rodada de negociação da Campanha Salarial dos jornalistas deve acontecer a partir das 9h da manhã desta sexta-feira, 20, na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE). A campanha salarial já fechou alguns itens, como a data base, fixada em 1º de maio, e uma agenda com respostas às demais cláusulas econômicas.

O maior impasse na negociação é o aumento salarial. Neste ano, como em anos anteriores o Grupo Jaime Câmara tenta jogar o piso num patamar baixo, o que indiretamente acaba influenciando as outras empresas, dando novamente como justificativa a condição financeira da empresa, que fez uma proposta inadequada para a atual conjuntura, oferecendo apenas o aumento de R$ 50,00 reais encima do piso de R$ 1.800,00.

Uma das principais reivindicações dos jornalistas é o reajuste salarial que contemple não só a recomposição das perdas de 2013 como também garanta ganho real nos salários. A categoria reivindica 12% de aumento aos jornalistas que ganham acima do piso salarial.

O piso salarial único que está sendo reivindicado junto às empresas empregadoras e que é o menor salário de ingresso na profissão deve ser de R$ 2.200,00 para uma jornada de cinco horas. O cálculo foi feito com base nas perdas salariais dos trabalhadores, segundo informações do Departamento Intersindical de Estudos e Estatísticas Econômicas (Dieese). (Ascom Sindjor)