Meio Ambiente

Foto: Enéas Correa da Silva

Moradores do município de Palmeirópolis do Tocantins reclamam do aterro sanitário do município que, segundo informações, além de ser a céu aberto, todo o lixo da cidade é queimado, o que provoca muita fumaça e incomoda quem mora nas redondezas ou precisa passar nas proximidades. Algumas imagens, inclusive, foram publicadas em uma rede social onde mostram que todo o lixo da cidade ao invés de ser aterrado é incinerado. Um dos moradores afirma que a prefeitura ganhou um trator e até agora não fez trabalhos no lixão.

Enéas Correa da Silva foi o morador que publicou as imagens no Facebook, e, ouvido pelo Conexão Tocantins, disse que trabalha em uma usina e tem que passar duas ou mais vezes na rodovia que fica nas proximidades do lixão para poder chegar ao trabalho. Segundo ele, a situação é muito complicada por ter muita fumaça e o mal cheiro ser muito forte. “O cheiro é muito horrível e quando aumenta o lixo, colocam mais fogo ainda. Tem morador da redondeza que também reclama. A situação é crítica. A prefeitura ganhou um trator para fazer o serviço de aterro do lixo, mas esse trator nunca foi pra lá”, afirmou.

As imagens também foram publicadas na página, Palmeirópolis Juventude, estando escrito em postagem que “o aterro sanitário de Palmeirópolis está em uma situação lamentável. O lixo que deveria ser aterrado está sendo queimado assim, ferindo o meio ambiente. A pergunta que não quer calar é, onde está o trator de esteira que foi adquirido? O trator não era para trabalhar no aterro, aterrando o lixo?", questionou o internauta.

O Conexão Tocantins tentou por várias vezes contato com a Prefeitura de Palmeirópolis, mas as ligações não foram atendidas.

Tocantínia

Não faz muito tempo que o Conexão Tocantins também noticiou outro problema com aterro sanitário. Em fevereiro deste ano, vereadores de Tocantínia denunciaram ao Ministério Publico Estadual a situação do lixão do município que também encontrava-se a céu aberto.