Turismo & Lazer

Foto: Aldemar Ribeiro

A Ecopraia da Tartaruga, localizada no Rio Tocantins, no município de Peixe, a 310 km de Palmas, atrai turistas de diferentes regiões do Brasil, pela água cristalina, clima agradável e pela areia branca que toma conta da ilha. Nesta temporada, a expectativa é que mais de 100 mil pessoas visitem o local, aquecendo a economia, gerando emprego e renda.

Os hotéis e pousadas do município, em especial aos finais de semana, ficam lotados. De acordo com Rosilene Pereira da Silva Sousa, proprietária de uma barraca na praia há 29 anos e dona de uma pousada localizada nas proximidades da Ecopraia, todos os 47 quartos de sua pousada estão sempre ocupados por turistas. “Na praia começou o caminho para a construção de um sonho, hoje tenho a pousada e a movimentação tem superado minhas expectativas”, ressaltou.

Mas quem não passa o ano inteiro trabalhando com turismo também tem a oportunidade de melhorar a sua renda durante a temporada. Um exemplo é Ronan da Silva Milhomem que é funcionário público e há cinco anos aproveita as férias para trabalhar como barqueiro. “Tiro férias no mês de julho para temporada de praia. Aqui temos uma renda extra e estamos com boas expectativas para esse ano”, destacou.

Já Juscimar Miranda dos Santos, que é autônomo e na temporada de praia trabalha com a venda de vestuário para banho, diz que espera um aquecimento nas vendas no local. “Esse ano a praia começou um pouco mais tarde, mas estou com boas expectativas, espero que as vendas sejam aquecidas, principalmente agora que começam as apresentações das bandas que vão movimentar mais a praia”, destacou.

Turistas

Visitantes de diferentes regiões do Brasil chegam a Ecopraia da Tartaruga e aprovam o local. Moradora de São Paulo, a operadora de marketing, Gislene Moura do Vale, está  pela primeira vez na praia e já faz planos para voltar. “Eu gostei muito de tudo, a organização, o espaço. Aqui tem uma paisagem muito bonita e é melhor que São Paulo. Lá não temos o mesmo conforto. Voltarei, talvez no próximo ano”, disse.

Já o gaúcho Jairo Luis Ullmann, da cidade de Lajeado, no Rio Grande do Sul, está pela  segunda vez consecutiva em Peixe e destaca a beleza do local. “Vim fugindo do frio. Enquanto meus amigos estão de casaco lá no Sul, estou em um lugar muito agradável, uma praia de belo rio, um lugar muito bonito, com certeza voltarei muitas vezes”, ressaltou.

Tocantins Recebe Bem

O presidente da Associação dos Pequenos Barraqueiros, Josemar Araújo Barros, destacou que muitos dos profissionais que estão atuando na praia já participaram do programa Tocantins Recebe Bem, desenvolvido pelo governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento Turístico do Estado do Tocantins (Adtur) em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/TO), que capacita microempresários dos setores de alimentos e bebidas, hospedagem, atendimento ao público e cozinha regional. “Aprendemos muito com essas capacitações, principalmente a melhor forma de lidar com o público e o manuseio de alimentos, assim o cliente sai daqui satisfeito com o atendimento”, destacou.

Serviços

Pata chegar a estrutura montada na praia, o visitante deve fazer a travessia de barco ou balsa e para isso é cobrado R$ 20 (ida e volta) aos finais de semana. Em dias normais é cobrado o valor de R$ 10 (ida e volta).  Já as refeições são vendidas por valores que variam de R$ 12 a R$ 15.  Quem quiser guardar seu veículo com segurança pode fazer uso dos estacionamentos ao custo de R$ 10.

As noites dos finais de semana na praia são animadas por show de bandas e DJ´s. Pelo palco da praia já passara bandas como Kuarto de Empregada e Levada Louca. (ATN)