Saúde

Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) informou nesta quinta-feira, 17, que estuda a possibilidade de implantação de um gerenciamento compartilhado no Hospital Regional de Araguaína. A proposta ainda irá passar por uma discussão no Conselho Estadual de Saúde, em uma reunião com data ainda não definida. 

Segundo a Sesau, o projeto piloto será implantado apenas no Hospital Regional de Araguaína, com uma gestão compartilhada em que o Governo do Estado ficará com a parte dos Recursos Humanos e a organização social que for contratada será responsável pela operacionalização do hospital e pela compra de medicamentos. A modalidade, segundo a Sesau, garantirá maior eficiência à administração hospitalar, principalmente na redução do custo médio mensal por leito, segundo informa.

A entidade que ficar responsável pelo hospital será obrigada, segundo a Sesau, a cumprir metas de produção e apresentar indicadores de desempenho, além de passar por uma fiscalização contínua, avaliação e prestação de contas mensal.

A Secretaria informa ainda que o Tocantins possui 4 entidades qualificadas para a realização deste projeto piloto, mas ainda  irá analisar as propostas e irá discutir com as partes interessadas sobre a questão.

No último dia 3 de julho o governo publicou no Diário Oficial do Estado o comunicado do interesse em firmar parcerias com organizações sociais de saúde. A intenção é firmar a parceria mediante a celebração de um contrato de 12 meses. 

A Secretaria não informou quanto deve custar aos cofres públicos a dita parceria.