Campo

Foto: Camila Soares

Representantes da Companhia Produtora de Biodiesel do Tocantins – Biotins e parceiros se reuniram na Secretaria da Agricultura e Pecuária do Estado (Seagro). Os empresários foram recebidos pelo secretário, Ruiter Padua, em seu gabinete, e apresentaram os planos para a montagem de uma usina de álcool derivada de batata, o projeto e os benefícios que o empreendimento pode trazer para o Estado. A usina deve ser instalada no município de Paraíso, a 60 km de Palmas.

O diretor Comercial da Cimasp (Empresa de comércio e indústria de equipamentos, de Goiânia-GO), Erivan Bueno de Moraes, enfatizou que com a usina, os benefícios serão inúmeros e não só para o Estado, como também para a população tocantinense. “A ideia é fazer com que a usina contribua para o desenvolvimento do Estado, além da geração de emprego, focando principalmente na agricultura familiar que terá mais renda e valorização”, concluiu Moraes, destacando que esta será a primeira usina de álcool derivada da batata no Tocantins.

Para o secretário da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua, o objetivo do Governo é apoiar e contribuir com iniciativas que favorecem o crescimento do Estado. “Nós buscamos facilitar o máximo possível o trabalho, buscando sempre o desenvolvimento do Tocantins”, ressalta Ruiter. 

Dados

Além da produção de álcool, a usina também utiliza 30% da matéria seca para a produção de ração animal e ainda faz captura de CO². São necessários de 500 a 800 hectares plantados de batata para o funcionamento contínuo da usina. Para a produção de álcool serão utilizadas 303 toneladas de batata/dia, sendo que cada tonelada produz 165 litros de álcool. ( Ascom/Seagro)