Educação

Foto: Divulgação

Uma boa opção para complementar os estudos, ou mesmo uma boa leitura em um local tranquilo, a Biblioteca do Autor Tocantinense, que funciona no Museu Histórico do Tocantins (Palacinho) oferece amplo acervo literário regional. O espaço é aberto ao público de terça a domingo, das 9h às 17h e conta com 400 títulos de livros, 90 periódicos, além de jornais com notícias sobre a história e cultura do Tocantins, revistas e fotografias.

Na Biblioteca é possível viajar pelo universo imaginário dos principais escritores tocantinenses como Osmar Casagrande, Otávio Barros da Silva, Carlos de Bayma, Júnio Batista Nascimento, Manoel Odir Rocha, Wolfgang Teske, Fidêncio Bogo, Juarez Moreira Filho, Margarida Lemos Gonçalves, entre outros.

O servidor do Museu Histórico do Tocantins, Rafael Silva destacou que a biblioteca, assim como todo o acervo histórico do Palacinho são abertos à visitação pública, com entrada franca. “A nossa biblioteca está sempre aberta ao público para visita e pesquisa. Também há a nossa Sala Patrimonial, com estrutura para exibição de vídeos. Os interessados podem vir, ou ligar para o 3218 3318 e agendar uma visita”, explicou.

A estudante Linda Hanlley, 17 anos, aluna do 2º ano da Escola Estadual Frederico Pedreira, contou que gosta de ler e aproveitou as férias para conhecer o acervo biblioteca do Autor Tocantinense. “Gosto de ler, a leitura nos abre caminhos”. A estudante também faz o curso de contadora de histórias. “Narrar histórias me proporciona autoconfiança, me ajuda a trabalhar a timidez e a improvisar”, frisou. (Ascom Seduc)

Por: Redação

Tags: Linda Hanlley, Museu Palacinho, Rafael Silva