Saúde

Foto: Divulgação

Já estão disponíveis para os 139 municípios do Tocantins as doses da vacina contra a Hepatite A. O calendário básico de imunização da criança foi ampliado pelo Ministério da Saúde com a introdução da vacina contra a hepatite A, que passa a ser ofertada nos postos de saúde do país. Para o Tocantins foram disponibilizadas 10.400 doses, com o objetivo de vacinar cerca de 9 mil crianças  na faixa etária de um até dois anos incompletos - no período de 12 meses, publico alvo da vacina. Com isso, o Brasil passa a oferecer, gratuitamente, 14 vacinas de rotina, garantindo todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

O objetivo é prevenir e controlar a hepatite A e, dessa forma, imunizar, gradativamente, toda a população. O esquema vacinal preconizado pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde, prevê uma dose única da vacina. Será feito o monitoramento da situação epidemiológica da doença, no país, para definir a inclusão ou não de uma segunda dose no calendário da criança. A Hepatite A é uma doença infecciosa aguda que atinge o fígado.

Desde 2006 a taxa de incidência de hepatite A no Brasil tem apresentado tendência de queda, atingindo 3,2 casos para cada 100 mil habitantes em 2013. De 1999 a 2013, foram registrados 151.436 casos de hepatite A no Brasil. A maioria dos casos se concentra nas regiões Norte e Nordeste do país, que juntas, representam 55,8% (84.501) das confirmações neste período. Estima-se que com a vacina para hepatite A, ocorra uma queda de 64% dos casos ictéricos da doença e de 59% das mortes.

Dados Hepatite A no Tocantins

Casos de hepatite A (número e taxa de incidência/100.000hab) notificados no Sistema de informação de Agravos de Notificação - Sinan, em residentes no Tocantins, entre 2007 e 2014*

Ano de notificação      Número de casos taxa de incidência 

2007    497     39,9

2008    434     33,8

2009    501     38,7

2010    267     19,2

2011    330     23,5

2012    464     32,7

2013    213     14,4

2014*   48

Total geral     2754

Fonte: Sistema de informação de Agravos de Notificação – Sinan-Tocantins.  (*) Dados parciais.

Sobre a doença 

A hepatite A é habitualmente benigna e raramente apresenta uma forma grave (aguda e fulminante) que pode levar à hospitalização ou morte em 2% a 7% dos casos graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), todos os anos ocorrem cerca de 1,4 milhão de casos da doença no mundo. A principal forma de contágio da doença é a fecal-oral, por contato entre as pessoas infectadas ou por meio de água e alimentos contaminados. A estabilidade do vírus no meio ambiente e a grande quantidade de vírus presente nas fezes dos indivíduos infectados contribuem para a transmissão. A disseminação está relacionada com infraestrutura de saneamento básico e a aspectos ligados às condições de higiene. (Ascom Sesau)

Por: Redação

Tags: Hepatite, Ministério da Saúde