Campo

Foto: Divulgação

Membros da Câmara Setorial do Leite se reuniram na manhã desta quinta-feira, dia 14, para participar da 4ª Reunião Ordinária deste ano. O evento aconteceu no auditório da Secretaria da Agricultura e Pecuária do Estado (Seagro) e entre outros assuntos foi discutida a elaboração de projeto para pagamento por qualidade do leite.

O pagamento por qualidade do leite é baseado em critérios que qualificam a matéria-prima fornecida aos laticínios. “Desta forma o produtor é bonificado por produzir um leite de mais qualidade e o maior beneficiado é o consumidor final”, explicou o presidente da Câmara Setorial de leite, Marco Antônio Pitondo.

Para o coordenador de Fomento à Produção Animal da Seagro, Cláudio Sayão, os laticínios também serão beneficiados. ”O leite de maior qualidade rende mais na produção de queijos, por exemplo, o que se reflete na lucratividade”, esclareceu.

Na ocasião o secretário da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua, ressaltou a importância da produção de leite para o pequeno produtor. “A pecuária leiteira é uma forma de diversificar as atividades de uma propriedade e aumentar a renda”, comentou.

Foi apresentada uma palestra sobre desenvolvimento regional sustentável, ministrada pelo superintende do Banco do Brasil, Luiz Inácio. Também foi estudada a possibilidade de se criar uma cartilha educativa para estimular o consumo de leite nas escolas.

Incentivos

O governo do Estado investe na capacitação dos produtores e no melhoramento do rebanho leiteiro. O programa de melhoramento genético já levou tecnologia de Inseminação Artificial por Tempo Fixo para mais de 63 municípios tocantinenses. Foram realizados mais de 17 mil protocolos, que atenderam 798 produtores.

Outra ação que beneficiou o setor produtivo foi a aquisição de 45 tanques para resfriamento e armazenamento do leite, mediante termos de cessão de uso para cooperativas de produtores de leite do Tocantins, com projetos aprovados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Deste total, 14 tanques já foram entregues para as cooperativas. (Ascom-Seagro)