Educação

Foto: Lucas Nascimento

Mais de 700 unidades escolares do Tocantins participam da 4ª edição da Olimpíada de Língua Portuguesa e têm até este domingo, 17, para enviarem à organização da competição os textos selecionados na fase das escolas. No Tocantins são mais de 2.773 estudantes inscritos nas categorias poema, crônicas, memórias literárias e artigos de opinião, com a temática “O Lugar onde vivo”.

A competição nacional é realizada bienalmente e objetiva incentivar entre os estudantes o hábito da leitura e da produção textual em diversos gêneros literários. Na última edição, realizada em 2012, Beatriz Santos, aluna da Escola Estadual Jacy Alves de Barros, de Arraias, foi uma das vencedoras da olimpíada na categoria memórias literárias.

Os textos selecionados pelas escolas devem ser enviados para o portal www.escrevendoofuturo.org.br até às 16h do dia 17. O prazo terminaria nesta sexta-feira, 15, mas foi prorrogado pela comissão. Em caso de dúvidas, os gestores escolares podem entrar em contato com a organização da olimpíada pelo número.

Após a seleção de textos pela comissão escolar, em cada unidade inscrita na olimpíada, os trabalhos seguem para as fases municipal, estadual e regional. A premiação da etapa nacional está prevista para o mês de dezembro, com o anúncio dos cinco textos vencedores por categoria.

Preparação

Na competição deste ano, o Centro de Ensino Médio (CEM) de Taquaralto, na capital, é uma das unidades escolares da rede estadual que já realizaram a escolha do trabalho que vai representar a escola na próxima fase. A autora é a estudante da 2ª série do ensino médio, Thaysa Samara Alves Silva, de 16 anos, que se inscreveu na categoria artigo de opinião. Na edição anterior ela participou da olimpíada na categoria crônicas e chegou à etapa regional. “Fiz um texto sem essa pretensão, sobre o transporte público. A professora e a diretora gostaram e me incentivaram a inscrever na olimpíada. Foi uma experiência muito legal. Espero ir para a final este ano”, afirma.

De acordo com a professora de Língua Portuguesa do CEM de Taquaralto, Alcina Barra, as atividades da Olimpíada de Língua Portuguesa começaram a ser trabalhadas em sala de aula no início do ano letivo e os alunos tiveram tempo para estudar e definir bem em qual categoria participar. “Trabalhamos com oficinas para que os alunos tivessem o discernimento dos gêneros textuais. Após conhecerem textos de autores já consagrados, e de olimpíada passadas, realizamos as oficinas específicas e mesas redondas que ajudaram os alunos a produzir os seus textos”, explica. (Ascom Seduc)