Estado

Foto: Divulgação

Segundo informações repassadas na manhã desta sexta-feira, 15, ao Conexão Tocantins pela Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), a Polícia Civil instaurou inquérito para investigação e laudo de Pericia Técnica para desvendar o que possa ter acarretado no incêndio de quinta-feira, 14 em Palmas. Segundo a SSP, os donos de veículos queimados que tiverem direito, terão que utilizar os meios legais para ser ressarcido pelo prejuízo.

O incêndio aconteceu nas proximidades do Quartel do Exército Brasileiro e da Casa de Prisão Provisória de Palmas (CPPP) e atingiu aproximadamente 300 veículos apreendidos pela Delegacia de Furtos e Roubos que foram queimados. Se o Estado será responsabilizado ou não pelos prejuízos, só será possível obter a resposta após o Inquérito Policial, Segundo a SSP. O laudo da investigação e perícia sairão em 10 dias. 

Segurança do Pátio

A SSP ainda afirmou que o mato do pátio estava roçado mas não informou se tinha um plano de manejo de limpeza da área com arruamentos entre as fileiras dos veículos e construção de aceiro em volta do pátio para evitar a propagação de fogo. A SSP também não soube informar se o local tinha laudo de vistoria do Corpo de Bombeiros aprovando um plano contingente de combate a incêndio no pátio e se tinha algum vigilante guardando o local.