Palmas

Foto: Antônio Gonçalves

Com apenas 8%, Palmas é a capital com a menor taxa de contas em atraso, segundo dados divulgados pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomércio-SP), nesta segunda-feira, 1º de setembro, através da Radiografia do Endividamento das Famílias Brasileiras.

No âmbito geral, segundo os dados apresentados, em um ano o volume de famílias endividadas no Brasil cresceu quatro pontos porcentuais: de 59%, registrado em 2012, para 63% em 2013 (mesma porcentagem apontada em 2011).

Neste período, houve um acréscimo de 770 mil famílias com algum tipo de crédito ou financiamento. O valor mensal dessas dívidas também aumentou: R$ 16,1 bilhões ante R$ 14,9 bilhões do ano anterior - diferença de 8%.

No ranking nacional (2013), Palmas aparece dentro do percentual das cinco maiores capitais endividadas, sendo Curitiba com 87%, Florianópolis com 86%, Brasília com 84%, Belém 78% e Palmas com 78%, porém apenas 8% das famílias palmenses possui contas em atraso.

O total de famílias endividadas é 54.440, o valor médio de dívida por família também aparece entre os cinco menos, sendo de R$ 964.

Na última sexta-feira, 29, o Globo Repórter mostrou que 92% das famílias têm a tranquilidade de pagar as contas em dia, sendo este o melhor resultado do País. Na reportagem a cabeleireira Deani Vasconcelos, falou da importância de organizar os gastos e do planejamento. “Do pouco que eu tenho, graças a Deus eu não devo nada”, contou Deani.

A capital que registrou o maior porcentual de famílias endividadas foi Curitiba/PR, com 87% do total, seguida por Florianópolis/SC (86%). Manaus também aparece com o maior volume de famílias inadimplentes (35%), bem acima da média das 27 capitais (21%). (Secom Palmas)

Por: Redação

Tags: Endividamento, Fecomércio