Economia

Foto: Divulgação

A fim de fortalecer micro e pequenas empresas, por meio de ações coletivas, desde 2012, o Instituto Euvaldo Lodi (IEL Tocantins), em parceria com o Sebrae, desenvolve três projetos do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (Procompi) no estado.  Empresas dos segmentos Alimentos, Madeira e Móveis e Confecção foram acompanhadas durante a 4ª edição do Programa.

Segundo a superintendente do IEL Tocantins, Roseli Sarmento, o projeto incentiva as empresas acreditando que a qualificação é a forma mais eficaz para alcançar níveis de excelência. “Entendo que os empresários que aderiram e concluíram as atividades do Procompi são empreendedores que têm fortes chances de se destacarem no mercado que é cada vez mais competitivo”, enfatizou.

Durante o Programa, os participantes dos diferentes segmentos foram orientados com seminários temáticos nas áreas de Gestão da Produção, Gestão Empresarial e Gestão Financeira, além de consultorias assistidas. 

“O Procompi beneficiou muito o empreendimento que tenho há 10 anos. Agora estamos com a panificadora lotada de clientes e somos bem vistos aos olhos da sociedade”, disse a proprietária da empresa Cheirinho de Pão de Araguaína, Maria Lúcia, enfatizando que a produção da empresa teve um aumento de 40% com o acompanhamento.

Para a proprietária da empresa alimentícia de Palmas Vó Chiquinha, Ana Paula Silveira, o Programa atendeu suas necessidades técnicas. “O Procompi me auxiliou bastante a chegar um modelo de gestão mais adequado com a etapa financeira, principalmente”, destacou. 

A edição nacional do Programa, que é realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), será encerrada oficialmente em 2015.