Campo

Foto: Camila Soares

Com a estimativa de mais de 80 mil bovinos vacinados, a Agência de Defesa Agropecuária-Adapec encerra mais uma etapa de vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal nesta terça-feira, 30. A campanha que iniciou no dia 1º de agosto e teve a duração de 60 dias transcorreu normalmente, e apesar das dificuldades de acessos aos retiros e propriedades rurais o objetivo foi alcançado. O resultado final deve sair nos próximos 20 dias.

Este ano, a Agência contou com a participação do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso-Indea que colaborou com a vacinação dos animais de propriedades (retiros) que possuem cadastro no MT, já os retiros que movimentam no estado Goiás foram vacinados pela própria Adapec. “Esta parceria com os estados fronteiriços é um reforço a esta ação. Os indígenas também colaboraram muito com a Adapec, as estradas estão boas e permitiram um bom acesso a todos os cantos da Ilha”, disse o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pinto Pires.

A região abrange os municípios de Araguaçu, Formoso do Araguaia, Sandolândia, Pium, Caseara, Cristalândia e Lagoa da Confusão. A vacinação na Ilha do Bananal é realizada em uma única etapa, em período de estiagem, por causa das condições climáticas do local. Durante a campanha também foi realizada a vacinação contra brucelose com uma estimativa inicial de cinco mil fêmeas em idade vacinal, além da orientação sobre a importância da vacinação contra a raiva.

Todos os anos as vacinas destinadas ao rebanho dos indígenas são custeadas pelo Governo do Estado. Os demais produtores rurais são orientados a comprarem a vacina para a Agência realizar a vacinação. Com isso, a comprovação da vacina é feita de imediato, dando mais garantia a sanidade do rebanho. (Ascom Adapec)