Estado

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Vários estados irão adotar a chamada Lei Seca durante o primeiro turno das eleições, no próximo dia 5 de outubro Vários estados irão adotar a chamada Lei Seca durante o primeiro turno das eleições, no próximo dia 5 de outubro

A proibição de venda e consumo de bebidas alcoólicas, mais conhecida como Lei Seca, já chegou a ser aplicada de forma obrigatória em todo o Brasil nos dias de eleições. Atualmente, a aplicação da medida, que visa garantir a segurança durante o período de votação tem ficado a cargo de cada Estado, que publica uma portaria com os critérios de vigência da restrição.

Até o momento, nove estados já confirmaram a adoção da Lei da Seca no primeiro turno das eleições gerais, no dia 5 de outubro. Espírito Santo, Santa Catarina e Pernambuco, optaram por não colocar a restrição em vigor. O Acre definiu que a capital, Rio Branco, não aplicará a medida, deixando a decisão de aplicar a proibição da comercialização de bebidas alcoólicas nas demais cidades nas mãos dos tribunais eleitorais locais.

Confira abaixo como será a aplicação da limitação da venda e do consumo de bebidas durante o primeiro turno eleitoral em cada estado:

Acre: na capital Rio Branco não haverá proibição. Nas demais localidades, cada juiz eleitoral poderá optar pela aplicação da Lei Seca.

Alagoas: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Amapá: a comercialização e o fornecimento de bebidas alcoólicas em locais públicos ou abertos ao público serão proibidos a partir de 20h de sábado (4) até às 20h de domingo (5).

Amazonas:  a venda e o consumo de bebidas estão proibidos das 22h do sábado (4) até 18h de domingo (5).

Bahia: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Ceará: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Distrito Federal: a venda e o fornecimento de bebidas alcoólicas está proibida das 0h às 18h nos dias 5 e 26 de outubro.

Espírito Santo: não haverá proibição de venda ou consumo de bebidas no primeiro turno das eleições (dia 5 de outubro).

Goiás: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Maranhão: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Mato Grosso: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Mato Grosso do Sul: a venda e o consumo de bebidas alcoólicas está proibido a partir da madrugada de domingo (5), a partir das 3h, e se estenderá até o final da eleição, por volta das 19h.

Minas Gerais: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Pará: está proibida a venda e fornecimento, ainda que de forma gratuita, de bebidas alcoólicas, em todo o Pará, das 0h até às 18h do domingo (5).

Paraíba: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Paraná: estão proibidos o consumo, a compra e a venda de bebidas alcoólicas das 6h às 18h do domingo (5).

Pernambuco: não haverá proibição.

Piauí: é proibida a venda ou fornecimento de bebidas alcoólicas das 0h às 18h no domingo (5).

Rio de Janeiro: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Rio Grande do Norte: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Rio Grande do Sul: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Rondônia: ainda não há informação oficial sobre a adoção da medida.

Roraima: a venda e distribuição de bebidas alcoólicas estarão proibidas das 23h de sábado (4) às 19 horas de domingo (5).

Santa Catarina: não haverá proibição.

São Paulo: não haverá proibição.

Sergipe:  em Aracaju, não haverá proibição. Nas demais localidades, cada juiz eleitoral poderá optar pela aplicação da Lei Seca.

Tocantins:  a definir.. (EBC) (Matéria atualizada às 11h33)

Por: Redação

Tags: Agência Brasil, Lei Seca