Palmas

Foto: Tom Lima

Em reunião articulada pelo vereador Milton Neris (PR), empresários de Taquaralto conheceram nesta sexta-feira, dia 17, as propostas de engenharia de tráfego para aquela região. A apresentação foi feita pela diretora de Planejamento e Projetos da Secretaria de Acessibilidade, Mobilidade, Trânsito e Transporte, Joseisa Furtado, que disse que as propostas visam, neste momento, a minimizar os inúmeros problemas relacionados a trânsito e acessibilidade em Taquaralto. A maioria das ações são de readequações na Avenida Tocantins.

A Avenida Tocantins é de suma importância para a economia de Palmas, uma vez que lá se concentram inúmeros estabelecimentos comercias e é referência em compras e negócios na Capital. Por conta disso, é intenso o fluxo de veículos leves e também pesados na avenida. Uma das propostas apresentadas pela Secretaria é estimular o tráfego de veículos nas ruas paralelas, que passarão a ter mão única, dando assim mais fôlego à avenida, que receberá também sinalizações horizontal e vertical, bem como semáforos. Além disso, alguns acessos serão eliminados e criadas novas rotatórias.

De acordo com Joseisa Furtado, algumas ações são paliativas, pois a intenção é minimizar a pressão que sofre atualmente a avenida Tocantins e a situação de risco que ela pode representar a condutores e pedestres. O vereador Milton Neris, que atendendo a reivindicações dos empresários articula as propostas junto a Prefeitura, diz que neste momento algumas intervenções, que tem caráter imediato, podem até gerar conflito, mas que é preciso avançar o mais breve possível nas discussões para que o projeto possa sair do papel. “Temos que fazer o trânsito fluir”, alerta.

Diante disso, após alguns questionamentos, os empresários presentes na reunião foram convidados a integrarem uma comissão que estudará as propostas, uma vez que a Secretaria está disposta a receber contribuições de melhorias, dentro do que a legislação permite. “Estou otimista que isso (projeto) vai acontecer de fato, pois nós técnicos da secretaria vemos sair do papel, mas queremos que seja de forma correta”, declara a diretora.

Joseisa Furtado disse ainda que paralelo a esse projeto, que é de curto prazo, a Prefeitura de Palmas já está montado o seu Plano de Mobilidade Urbana que deve ser entregue até abril de 2015, constando as novas diretrizes para os próximos 20 anos. A Lei da Mobilidade Urbana determina que municípios com mais de 20 mil habitantes devem elaborar, até 2015, seus planos integrados e compatíveis com os respectivos planos diretores, sob a pena, caso não cumpram isso, de ficarem sem receber recursos federais destinados à mobilidade urbana. (Com informações da Assessoria)