Turismo & Lazer

Para garantir a participação social e acompanhamento das atividades no projeto de Estruturação do Polo Ecoturístico e Produtivo de Taquaruçu,  será criado o Comitê Gestor, composto pelas entidades envolvidas no projeto, e pela sociedade civil, representada  por segmentos presentes no distrito. A reunião de posse do Conselho Gestor está prevista para o próximo dia 11, na Casa do Artesão, em Taquaruçu.

Desta forma, o técnico de estruturação turística da Agência Municipal de Turismo (Agtur), James Possapp explica que os proprietários de atrativos turísticos, profissionais, empresários e instituições devem escolher seus representantes, pelos segmentos: Atrativos turísticos; Agências, guias e condutores de turismo; Meios de hospedagem; Bares, restaurantes e similares;  Associações de artesão, produtores rurais e assentamentos;  Associações ambientais e  Associações culturais.

Possapp orienta que cada segmento se reúna, discuta entre si e indique seu representante, que deverá ter disponibilidade de participar de reuniões mensais para aprovação dos investimentos do projeto e ainda comunicar as ações para os outros do segmento.

O projeto é realizado por meio da parceria entre a Prefeitura de Palmas, através da Agtur e o Sebrae, com objetivo de estruturar o Polo Turístico do distrito de Taquaruçu, desenvolvendo o ecoturismo a partir da ampliação e melhoria dos produtos e serviços ofertados pelas micro e pequenas empresas do setor de turismo, contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico do município de Palmas (TO).

A previsão é de mais de R$ 5 milhões em investimentos, que estimularão o empreendedorismo, gerarão emprego e renda, promoverá a inclusão social e contribuirá para o desenvolvimento e promoção de produtos associados ao turismo. A previsão é que o projeto seja realizado em quatro anos, tendo conclusão em dezembro de 2017.