Estado

Foto: Márcio Vieira

O governo estadual começou a renomear os servidores estaduais de cargos comissionados que foram exonerados na semana passada. Ao todo foram exonerados 6550 cargos. No Diário Oficial desta quinta-feira, 6, o governo nomeou 21 servidores para o cargo de assessoramento direto e mais sete para exercerem funções de confiança na Casa Civil.

O governo transferiu ainda o cargo de provimento em comissão de Superintendente de Gestão Estratégica, da Secretaria da Infraestrutura para estrutura operacional da Casa Civil, com a denominação de Superintendente de Controle e Registros dos Atos Oficiais e nomeou Alessandro de Almeida Campos para a vaga.

 Na procuradoria Geral do Estado foram nomeados 77 servidores comissionados para vários cargos. Na Agência Tocantinense de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos – ATR foram renomeados 23 servidores e na Casa Militar são 10 mais 28 funções de confiança.

 No Itertins são 51 cargos comissionados mais 17 funções de confiança. O governo publicou ainda a Agência de Metrologia, Avaliação da Conformidade, Inovação e Tecnologia do Estado do Tocantins - AEM-TO a recontratação de 31 servidores comissionados mais seis para funções de confiança. No Detran foram recontratados 164 servidores comissionados .

 Atos declaratórios

 Através de ato declaratório o governo contratou servidores para a pasta da Defesa Social para os cargos que devem ser ocupados pelos aprovados no concurso que está em andamento. Foram mais de 600 contratos. Para a pasta da Educação também foram contratados  profissionais para no período compreendido entre os dias 31 de outubro a 12 de dezembro deste ano. Foram mais de 3 mil professores.

 Na pasta da Saúde também foram recontratados vários profissionais já que os hospitais estavam até sem maqueiros após as exonerações.  Os contratos foram até 30 de outubro de 2015. Segundo o Diário oficial foram cerca de 2.900 recontratações para várias categorias.