Estado

Foto: Divulgação

A atualização dos dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostrou que à nível nacional o número de brasileiros em condição de extrema pobreza aumentou 3,7% em 2013. No ano de 2012 eram 10,08 milhões de miseráveis e em 2013 passou para 10,45 milhões. O País estava há mais de 10 anos registrando queda na miséria.

Outro dado mostrado pela pesquisa é que o número de pessoas pobres caiu de 30,35 milhões em 2012 para 28,69 milhões em 2013 – uma redução de 5,4%.

Conforme os dados o Tocantins atualmente tem 93.236 mil pessoas na linha de extrema pobreza segundo os dados de 2013, um aumento de 5.9%. Em 2012 eram 87.998 mil pessoas nesta condição. De 2008 a 2011 os índices eram bem maiores: 134.273 pessoas na extrema pobreza em 2008 contra 113.423 mil em 2009 e 113.692 mil em 2011. O Estado tem uma população de R$ 1.496.880,00 mi.

Da região norte o Acre registrou 72.469 mil pobres, o Amazonas 369.357 mil, o Amapá 55.767 mil e o recordista no número de pobres na região, o Pará teve 669.388 mil pessoas na linha da pobreza em 2013.

O Ipea informou que a linha de extrema pobreza considerada pela pesquisa é uma estimativa do valor de uma cesta de alimentos com o mínimo de calorias necessárias para suprir adequadamente uma pessoa, com base em recomendações da FAO e da OMS. São estimados diferentes valores para 24 regiões do país.

Recentemente dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontaram que no Tocantins, aproximadamente 14 mil famílias vivem com renda mensal de zero a R$ 70,00.

Ações efetivas

O Conexão Tocantins solicitou à Secretaria de Assistência Social quais os programas desenvolvidos atualmente para erradicar a miséria no Estado mas não recebeu nenhuma resposta.

Com o intuito de erradicar a miséria a prefeitura de Palmas, comandada pelo prefeito Carlos Amastha (PP), vai criar uma pasta visando intensificar as ações nessa área. Em entrevista ao Conexão Tocantins o futuro titular da pasta, Tiago Andrino frisou que a meta é reunir todas as políticas da gestão, em todas as áreas e pastas, em prol deste propósito.