Geral

Foto: Kleber Tomaz Apresentação do 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública Apresentação do 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública

O levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que uma pessoa é assassinada a cada dez minutos no Brasil. Os dados de 2013 foram apresentados nesta terça-feira (11) em São Paulo. O evento marcou a divulgação da 8ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública.

No total, 50.806 pessoas foram vítimas de homicídios dolosos no Brasil no ano passado. Isso corresponde a 5,8 pessoas assassinadas a cada hora.

O índice ficou em 25,2 vítimas para cada grupo de 100 mil pessoas. Em comparação com 2012, quando a taxa de homicídios era de 25,9, houve redução de 2,6%. Mas, de acordo com o levantamento, houve aumento do número de vítimas. Em 2012, eram 50.241.

Em 2013, a Bahia foi o estado com maior número de mortos: 5.440 (taxa de 36,1 a cada grupo de 100 mil pessoas). Alagoas registrou a pior taxa do país no período: 64,7 vítimas a cada 100 mil pessoas. Rio Grande do Norte teve o maior crescimento na taxa de vítimas por 100 mil pessoas: 93,2% em 2013 ante 2012, com taxa saltando de 11,4 para 22,1 assassinatos a cada 100 mil habitantes. No Tocantins foram 19,6  vítimas a cada 100 mil habitantes, o 23º na lista de Estados.

 São Paulo é o Estado com a menor taxa de vítimas a cada grupo de 100 mil pessoas: 10,8.

 O Paraná foi o estado em que o total de vítimas mais caiu. Em 2012, foram 3.135 mortos e, em 2013, 2.572 - redução de 17,9%. E São Paulo se manteve como o estado com a menor taxa de vítimas a cada grupo de 100 mil pessoas: 10,8. Em números absolutos, reduziu o total de vítimas de homicídio doloso de 5.209 em 2012 para 4.739 em 2013 - melhora de 9,2%.

 Os dados mostram ainda que os  negros são 30,5% mais vítimas de homicídios no Brasil.

Por: Redação

Tags: Segurança Pública, Tocantins