Polí­tica

Foto: Divulgação

Na tribuna da Assembleia Legislativa o deputado estadual Sargento Aragão (Pros) falou sobre as Medidas Provisórias que beneficiam a Polícia Militar e os Bombeiros. Ele questionou o atraso no envio das medidas para a Assembleia Legislativa e frisou que quer propor alterações."Porque a Polícia não está tendo o mesmo tratamento que a Adapec e outros órgãos?", questionou.

Aragão chegou a dizer que se o governador tivesse feito a promoção antes das eleições, no mês de abril, talvez não tivesse perdido o pleito.

O deputado líder do governo, Wanderlei Barbosa (SD) tranquilizou os militares e afirmou que a matéria chegará à Casa de leis nesta sexta-feira, 14. As matérias não terão tempo ordinário para ser votadas e a publicação das MPs no Diário Oficial foi feita sem a assinatura do governador Sandoval Cardoso. “Estou surpreso da matéria não ter chegado e dei uma apertada lá no Palácio, estou buscando e tenho ido lá várias vezes”, disse.

Ele justificou que Sandoval está viajando por isso o atraso do envio. “Estou trazendo isso para que os militares estejam tranquilos sobre essa questão. O que queremos é fazer umas correções”, disse. O líder defendeu o critério de antiguidade para promoção dos policiais.

José Bonifácio disse que a publicação das MPs sem assinatura não tem valor e frisou que deveriam ser novamente publicadas no Diário Oficial.

O presidente da Assembleia, Osíres Damaso (Democatas) saiu na defesa do governador. “O governador assinou sim mas é que a Casa Civil está esperando se vai ter algumas alterações”, justificou contrariando a fala do líder.