Campo

Produtores de Leite do Tocantins participam de missão técnica, entre os dias 24 e 28 de novembro aos municípios de Chapecó (SC) e Pato Branco (PR) a fim de conhecerem soluções empregadas através do Programa Balde Cheio, que promove o desenvolvimento sustentável da pecuária leiteira. A missão visa trazer aos produtores e técnicos conhecimentos avançados da produção de leite para que possam aplicá-los nas propriedades no Estado.

“As propriedades que vamos visitar são referências na metodologia do Balde Cheio, que é a mesma utilizada pela maioria dos produtores da nossa região. Então estamos levando técnicos e produtores para que eles possam conhecer o que deu certo nesses estados e aplicar aqui”, explica o analista técnico do Sebrae e gestor da ação, Thiago Milhomem. O analista também informa que a produção leiteira do estado está em ascensão e a missão deve contribuir para o aumento do rendimento e da qualidade do leite tocantinense.

Os produtores receberão acompanhamento de técnicos da Cooperativa para o Desenvolvimento e Inovação da Atividade Leiteira (Cooperideal), responsável pelo desenvolvimento do programa Balde Cheio na região, e que consiste na intensificação da produção leiteira de pequenos produtores, através de melhorias do manejo e alimentação do gado leiteiro, a fim de ampliar a renda e qualidade de vida dos produtores.

Segundo o analista técnico do Sebrae e também gestor da missão, Francisco Gomes, a ação faz parte do programa Pecuária de Leite, desenvolvido pela instituição, e pretende levar os produtores da região que buscam a inovação, o conhecimento e o aprendizado de novas técnicas. “A missão vai reforçar aos participantes a importância de aplicar em suas propriedades as medidas propostas no projeto de forma rigorosa, uma vez que as propriedades visitadas pelos participantes já são atendidas há dez anos pelo projeto Balde Cheio de forma bem sucedida”, ressalta Gomes.

Projeto

O Projeto Pecuária de Leite consiste em aplicar ações tecnológicas e de gestão que resultam na melhoria da rentabilidade e produtividade dos pequenos produtores de leite. O projeto utiliza a metodologia do Sebrae que promove o acesso aos serviços tecnológicos aos pequenos negócios, a fim de fortalecer sua competitividade no mercado. (Ascom Sebrae)

Por: Redação

Tags: Francisco Gomes, Sebrae, Thiago Milhomem