Cultura

Foto: Divulgação

A companhia tocantinense Lamira Artes Cênicas chega à Gurupi após circular por mais de 36 cidades nas 05 regiões do País. A apresentação acontecerá dia 27 de Novembro na Unidade Parque Primavera às 20 horas com entrada franca. 

Do Repente é um espetáculo de dança que também explora elementos estéticos do teatro na sua concepção. A poética gira em torno do universo do romanceiro popular do nordeste brasileiro nas figuras do cantador, coquista, aboiador, glosador, cordelista, mamulengueiros e da influência dessa cultura na formação das diversas culturas brasileiras. O processo de montagem englobou pesquisas sobre a commedia dell'arte, o uso das máscaras na construção de personagens e a movimentação articular existente na manipulação de títeres (marionetes).

Este ano o espetáculo foi contemplado com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2013, através do Projeto “A rua que nunca estive”. Também segue em turnê pelo Brasil integrando a programação do Circuito Palco Giratório 2014 promovido pelo Sesc que busca o desenvolvimento, a transformação e a difusão das artes cênicas a partir da circulação de espetáculos, grupos e coletivos de grande excelência artística pelo Brasil.

Em turnê pelo Brasil a Companhia tocantinense Lamira Artes Cênicas tem participado de importantes festivais nacionais. Em 2014 já se fez presente em 45 cidades por 18 estados brasileiros, mais o Distrito Federal e fará 64 apresentações por todo País.

O trabalho da Cia. vem se consolidando a partir do estabelecimento da fisicalidade como ponto de interseção entre dança, teatro, circo e música, para a construção da sua estética própria.

Com coordenação geral de Carolina Galgane, Direção artística, coreografia e cenário de João Vicente, a Lamira conta com o patrocínio do Instituto EDP, O Boticário na Dança e Investco que vem proporcionando a continuidade e propagação do trabalho artístico desenvolvido pela Companhia.

O grupo - Lamira Artes Cênicas

A Lamira é um grupo de artes cênicas sediado na cidade de Palmas, em Tocantins que busca na fisicalidade, o ponto de interseção entre dança, teatro, circo e música para a construção de sua estética.

Desde seu início, a Lamira constrói espetáculos que servem de referência estética à capital onde está inserida e vem representando a produção cênica tocantinense por todo Brasil já tendo circulado por 26 unidades federativas nacionais e em mais de 55 cidades, em todas as regiões do Brasil, sendo o primeiro grupo deste estado a fazer parte de importantes programas nacionais de circulação.

Através de pesquisas e intercâmbios entre grupos e artistas, vem construindo e atendendo as diversas demandas do público. Isso lhe permite ter espetáculos de rua, infantis, de palco e contemporâneos. 

Por: Aretha Maciel (colaboração)

Tags: Agenda Cultural, Carolina Galgane, Gurupi, Lamira Artes Cenicas, Prêmio Funarte