Estado

Foto: Divulgação

Após questionamento do deputado presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI que investiga possíveis desvios e irregularidades em aplicações do Igeprev, Stalin Bucar (SD), o presidente da Assembleia Legislativa Osíres Damaso (DEM) garantiu em entrevista ao Conexão Tocantins no início desta segunda-feira, 24, que vai escolher o mais rápido possível a nova relatoria.

Bucar chegou a dizer ao Conexão Tocantins que se o presidente não indicar esta semana vai escolher Sargento Aragão (Pros) ou José Roberto Forzani (PT), ambos da oposição, para a vaga. O nome que deveria ser indicado era Raimundo Palito do PEN mas ele já disse que não quer ser o relator.

Palito retornou à Assembleia e com isso o suplente Ricardo Ayres, que estava atuando como relator, teve que deixar a vaga. “O Palito era para ser o membro agora vou ter que escolher outro deputado do bloco que já tenha participante. Não vou indicar deputado sem falar com ele antes”, disse o presidente.

Damaso pontuou ainda que semana passada não houve um quórum satisfatório de parlamentares para que ele pudesse fazer a indicação. “Esta terça-feira vou conversar com os parlamentares e vejo qual está com disposição. O deputado Stalin tem que escolher o (deputado) que está com boa vontade e com disposição para fazer o relatório”, frisou.

O presidente descartou escolher o líder do governo, deputado Wanderlei Barbosa pela função que ele ocupa na Casa de leis e evitou citar outro nome da base aliada que estuda indicar. “Fazemos política de grupo e temos uma oposição que só quer ver o fracasso”, frisou.

A CPI terá muitas movimentações esta semana inclusive está previsto depoimento da ex-contadora do doleiro Alberto Yousseff, Meire Poza que já confirmou que virá ao Estado se a Assembleia pagar todas as despesas.