Estado

Foto: Divulgação

Integrantes do Fórum Tocantinense de Combate à Corrupção (Focco) se reunirão no próximo dia 09 de dezembro para definir as linhas de atuação para 2015. A data é simbólica, pois é celebrado o Dia Internacional Contra a Corrupção. A reunião será realizada na sede do Ministério Público Estadual do Tocantins (MPE) e contará com representantes de diversos órgãos de fiscalização.

No dia 12 de novembro, em encontro no MPE, autoridades discutiram estratégias do Focco no Tocantins. O Promotor de Justiça Reinaldo Koch Filho, coordenador do Fórum em âmbito estadual, informou que os órgãos de fiscalização estarão mais próximos em 2015, articulando ações de combate à corrupção.

O Procurador de Justiça Marco Antônio Alves Bezerra fez um balanço das atividades do Grupo nos últimos anos. Bezerra, que coordenou o Fórum nos últimos anos, destacou a importância de ações como as recomendações para que fossem constituídas comissões de transição, dando mais transparência e celeridade ao processo de mudança nas gestões municipais, depois das eleições de 2012. O Procurador também relembrou a orientação do Fórum para que as prefeituras colocassem no ar o Portal da Transparência dos Municípios.

Além do Procurador de Justiça Marco Antônio Alves Bezerra e dos Promotores de Justiça Reinaldo Koch Filho e Octahydes Ballan Júnior, participaram da reunião representantes de diversas instituições: Alexandre Brum (TJ/TO), José R. da Conceição (TCE), Leonel de Melo (CGU), Ádila de Lima (CGU), Eduardo dos Santos, André de Sousa e Victor da Cunha (AGU), Juvenal dos Santos e José Pedro Leite (CGE), Carlos Eduardo Pereira (TCU), Arthur Marques (DPE) e Haroldo Dias Júnior e Alberto de Jesus (RFB).

Conheça

Lançado oficialmente em 2011, o Focco tem o objetivo de articular esforços e formar parcerias contra a corrupção, bem como aprimorar a fiscalização e promover, na sociedade, o debate sobre a importância de se acompanhar os gastos públicos e denunciar irregularidades na administração pública. O Fórum tocantinense faz parte da Rede de Controle, que reúne 14 instituições. (Ascom MPE)

Por: Redação

Tags: Focco, Ministério Público Estadual