Estado

Foto: Divulgação

O prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas (PR) ingressou com uma ação na justiça nesta quarta-feira, 26, contra o governo do Estado, comandado pelo seu aliado, Sandoval Cardoso (PSD). Na ação o município requer o valor de R$ 2,9 milhões referentes a repasses que não foram feitos aos cofres municipais desde outubro de 2012.

Segundo a prefeitura de Araguaína informou ao Conexão Tocantins, as farmácias básicas, Samu e UPA dependem dos valores em atraso pelo Estado para continuarem seus atendimentos normais.

A prefeitura alega que economizou R$ 1,3 mi no último ano sendo que só na Educação a redução foi de mais de R$ 500 mil segundo os dados apresentados pelo Instituto Áquila que presta consultoria de gestão à prefeitura. A redução no número geral de servidores foi de 4.607 para 3801 funcionários públicos da gestão.

Aliado político

Dimas foi um dos principais aliados de Sandoval na campanha eleitoral de outubro deste ano e Sandoval chegou a ter a maioria de votos na segunda maior cidade do Estado. Na gestão do ex-governador Siqueira Campos até 2012, ano que concorreu à prefeitura da cidade, Dimas foi secretário das Cidades.