Saúde

Foto: Divulgação

Após o Jornal Nacional exibir e com prazo de 72 horas para dar informações à justiça sobre a situação da única máquina de radioterapia da rede pública que atendia aos tocantinenses estar quebrada há diversos dias, a Secretaria Estadual da Saúde (Sesau) informou fechamento de negociação com empresa do Maranhão e os pacientes que aguardavam em Araguaína serão atendidos naquele Estado.

A Sesau fechou negociação com a Empresa Oncoradium – Centro de Prevenção e Tratamento de Câncer de Imperatiz – MA para a prestação de serviço de radioterapia.

De acordo com a Secretaria, será formalizado o contrato para a prestação do serviço e ainda na próxima semana, enviará uma equipe para Imperatriz/MA para organizar local de hospedagem e apoio hospitalar para os pacientes.

A Sesau informou também que para os pacientes que ainda não iniciaram as sessões de radioterapia, mas que já estão com os planejamentos prontos poderão ser encaminhados para Barretos/SP ou outros centros de tratamento como Goiânia via Central Nacional de Regulação (CNRAC).

A Sesau ressaltou que o Tocantins continua ofertando o tratamento do câncer nas duas Unidades de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia (Unacons), em Palmas – HGP e outra em Araguaína, no Hospital Regional.

Na unidade de Palmas são oferecidos tratamento clínico, consultas, cirurgia, quimioterapia e reabilitação. Já em Araguaína tratamento clínico, consultas, cirurgia, quimioterapia e braquiterapia. Apenas o serviço de radioterapia será feito fora enquanto está sendo realizado o reparo do equipamento.

O novo aparelho de radioterapia já foi liberado do porto no Espírito Santo e estará a caminho de Araguaína nos próximos dias.

A Secretaria também já fechou negociação com uma empresa que irá construir a sala específica para instalação do novo equipamento de radioterapia em Araguaína. A empresa já está fazendo adequações no projeto, e logo depois iniciará as obras.