Polí­tica

Foto: Divulgação

Segundo o deputado estadual do partido, José Roberto Forzani afirmou ao Conexão Tocantins, a intenção é se inteirar de qual será a nova configuração administrativa. “Decidimos que vamos ter uma conversa com o governador para saber como está o trabalho da reforma que o governador ficou de apresentar para a gente. Chegou a hora das definições”, disse.

Dos 14 membros da executiva, uma comissão será escolhida para conversar com Marcelo. O novo governo pretende reduzir drasticamente a máquina pública para torná-la mais eficaz e menos onerosa, segundo já revelou o presidente da Comissão de transição, Herbert Brito ao Conexão Tocantins.

O suplente de senador do partido, Donizeti Nogueira, que também participou da reunião, afirmou que o partido vai começar a articular também uma caravana para ir á posse da presidente Dilma Rousseff em Brasília. “ vamos levar de 1200 a 1500 simpatizantes”, frisou.

Conforme Nogueira, a indicação da senadora Katia Abreu para o comando do Ministério da Agricultura não foi discutida mas tem total apoio da executiva. “A discussão do PT é que a senadora tem total apoio do partido”, frisou.

Além do PT, estão na base aliada de Marcelo Miranda o PV e PSD, porém, outras legendas devem se aproximar após a posse do eleito.

Anuncios

O governo eleito deve anunciar em breve os primeiros nomes de composição do secretariado da gestão que começa 1º de janeiro. São muitos os nomes já dados como certos porém a confirmação virá apenas com a indicação por parte do governador eleito, segundo informam os aliados. O trabalho de transição segue com visitas a pastas e análise dos dados sobre todas as pastas e tem estimativa de terminar dia 15 deste mês.